Federação dos cafeicultores da Colômbia ajusta temporariamente fator de rendimento por clima

Publicado em 19/09/2019 15:04 130 exibições

LOGO nalogo

A FNC (Federação Nacional dos Cafeicultores) da Colômbia informou nesta quarta-feira (18) um ajuste temporário no fator de rendimento básico do café, passando de 92,80 para 94 nas compras realizadas pela FNC por meio de cooperativas e a Almacafé, empresa ligada à entidade.

Segundo a FNC, o reajuste foi realizado com o objetivo de proteger a renda do produtor por conta dos efeitos das adversidades climáticas no país. O fator de rendimento é a quantidade de café necessária para completar uma saca de 70 kg Excelso (tipo exportação).

"É importante ressaltar que esse método valoriza o "Excelso" e, ao mesmo tempo, reconhece 100% do potencial contido no pergaminho, independente do fator de produção", destaca a FNC em nota.

A federação colombiana realiza neste momento um levantamento dos efeitos do clima no cinturão produtivo do país e como se reflete na situação conhecida como "grãos averanados". O objetivo é estudar um possível apoio aos cafeicultores mais afetados.

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário