Procafé: Floração de cafeeiros fora da época, depois de veranico

Publicado em 16/02/2021 11:27 368 exibições

Neste ano agrícola as lavouras de café floresceram por um longo período e, pasmem, até agora, em meados de fevereiro, ocorreram pequenas florações.

Na cafeicultura brasileira de café arábica a florada normal das plantas  acontece entre outubro e dezembro, a partir da retomada das chuvas e, dentro desse  período, ocorrem, normalmente, 2-3 florações.

A maior ou menor concentração das floradas em cafeeiros está relacionada com as condições climáticas. O processo está associado a um diferencial hídrico. A literatura cita que a indução floral, ou seja, a diferenciação das  gemas, ocorre mais cedo, a partir de abril- maio. Em seguida os botões florais se desenvolvem até atingir um determinado tamanho e então permanecem dormentes no período seco, só vindo a abrir com um choque hídrico (por chuvas ou irrigações), necessário para,  através de efeito hormonal, abrir  os vasos do pedúnculo dos botões e, assim, viabilizar a sua abertura em flores.

Ao longo dos últimos anos, provavelmente devido a mudanças climáticas, tem sido verificadas modificações no processo normal de floração do cafeeiro. Uma das modificações, em relação ao que se conhecia, é a indução floral e consequente florescimento em ramos ou em parte deles, que cresceram a partir de outubro, ou seja, fora do período normal, fotoperiódico, de indução. Outra mudança verificada é o efeito de pequenos stress hídricos, por veranicos,  promovendo diferenciais hídricos capazes de viabilizar, com chuvas em seguida, a abertura de flores. Essa abertura é observada tanto em botões oriundos de gemas presentes em parte mais velhas de ramos, as quais restaram sem se desenvolverem e abrirem em flores, como em partes mais jovens dos ramos, em 2-3 nós mais na ponta dos ramos. Neste caso, essa floração, muito tardia, ocupa uma porção de ramo que seria correspondente à frutificação da próxima safra. Assim, como os frutos oriundos dessa floração tardia chegarão,  na época da colheita,  em estágio ainda aguados,  ela  não resultará em ganhos produtivos na presente safra, ao mesmo tempo em que prejudicará a próxima.

 A verificação presente de florada tardia ocorreu em lavouras do Sul de Minas e do Triângulo Mineiro, após um veranico, de cerca de 15 dias, com falta de chuva e temperaturas altas, em janeiro de 2021. A floração ocorreu  por volta do dia 10 de fevereiro. Pelas fotos, aqui colocadas, pode-se ver que a floração ocorreu de forma diferenciada, em algumas plantas das lavouras e em alguns ramos dessas plantas e mais na porção mais nova dos ramos. As plantas mais estressadas pelo veranico, especialmente aquelas na beira de carreadores, foram as que mais floresceram. Pode-se observar, também, a diferença de tempo, em relação aos  frutos já granados, de floradas anteriores.

Procafé: Floração de cafeeiros fora da época, depois de veranico

Fonte:
Procafé

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário