Rabobank reduz estimativa de safra e café tem mais um dia de valorização em NY, Londres e BR

Publicado em 23/02/2021 17:00 e atualizado em 23/02/2021 20:49
Nova projeção indica safra de arábica do Brasil com 36 milhões de sacas, contra 37,2 milhões previstas em dezembro

LOGO nalogo

A terça-feira (23) foi mais um dia de valorização para o mercado futuro do café. Em Nova York, os contratos voltaram a registrar valorizações acima dos 300 pontos, enquanto Londres finalizou com altas acima de US$ 50 por tonelada. 

O café tipo arábica, na Bolsa de Nova York (ICE Future US), maio/21 teve alta de 335 pontos, valendo 138,30 cents/lbp, julho/21 registrou valorização de 335 pontos, negociado por 140,05 cents/lbp e setembro/21 teve alta de 325 pontos, estabelecendo os preços por 141,55 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o conilon, contrato março/21 teve alta de US$ 53 por tonelada, valendo US$ 1444, maio/21 teve alta de US$ 44 por tonelada, negociado por US$ 1460, julho/21 registrou alta de US$ 44 por tonelada, valendo US$ 1475 e setembro/21 teve valorização de US$ 46 por tonelada, negociado por US$ 1491.

A análise do site internacional Barchart destacou a nova projeção de safra do Rabobank. " As projeções de hoje do Rabobank impulsionaram os ganhos do café quando eles cortaram sua estimativa de produção de café arábica Brasil 2021/22 para 36 milhões de sacas, de uma previsão de dezembro de 37,2 milhões de sacas por causa da seca no Brasil", afirma a publicação. Além disso, o Rabobank também projeta um déficit global de café em 2021/22 de -2,6 milhões de sacas de um excedente de 10 milhões de sacas em 2020/21.

Os preços do café também estão recebendo um impulso com o otimismo de que a demanda de café dos EUA vai melhorar, uma vez que o alívio da pandemia de Covid nos EUA permite que mais restaurantes e cafeterias reabram. As novas infecções diárias por Covid nos Estados Unidos na segunda-feira caíram para um mínimo de 4 meses de 54.612.

No Brasil, o mercado físico acompanhou a valorização nas principais praças produtoras do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,36% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 747,00, Poços de Caldas/MG registrou valorização de 0,72%, valendo R$ 695,00, Patrocínio/MG registrou alta de 0,70%, valendo R$ 720,00, Araguarí/MG teve alta de 5,63%, valendo R$ 750,00, Varginha/MG finalizou negociado por R$ 755,00 e com aumento de 2,72%, ee Franca/SP teve alta de 2,70%, valendo R$ 760,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 1,28% em Guaxupé/MG, valendo R$ 790,00, Poços de Caldas/MG registrou valorização de 0,67%, negociado por R$ 755,00, Patrocínio/MG teve valorização de 0,65%, negociado por R$ 770,00 e Campos Gerais/MG encerrou valendo R$ 808,00, com alta de 1,25%. 

>>> Veja mais cotações aqui

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário