Café: Arábica tem dia de baixas técnicas após números da OIC e Londres finaliza com estabilidade

Publicado em 01/03/2021 17:07 604 exibições

LOGO nalogo

O primeiro pregão de março chega ao fim com quedas técnicas para os principais contratos no mercado futuro do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações chegaram a cair mais de 300 pontos durante o pregão, mas o mercado limitou as baixas na reta final. 

Maio/21 teve queda de 170 pontos, valendo 135,80 cents/lbp, julho/21 registrou baixa de 155 pontos, valendo 137,75 cents/lbp, setembro/21 teve queda de 145 pontos, negociado por 139,45 cents/lbp e dezembro/21 registrou baixa de 130 pontos, valendo 140,95 cents/lbp. 

Segundo análise do site internacional Barchart, sinais de uma oferta adequada pesaram sobre os preços do café nesta segunda-feira. " A Organização Internacional do Café (OIC) informou hoje que as exportações globais de café de outubro a janeiro aumentaram 3,7%,  para 41,876 milhões de sacas", destacou a publicação. 

Ainda de acordo com a análise, o clima adverso no Brasil é um importante fator de alta para o café. A Somar Meteorologia informou hoje que as chuvas da semana passada em Minas Gerais, a maior região produtora de arábica do Brasil, mediram apenas 37,7 mm, ou 61% da média histórica.

Em Londres, o café tipo conilon também encerrou com baixas técnicas. Maio/21 teve baixa de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 1465, julho/21 teve queda de US$ 7 por tonelada, negociado por US$ 1483, setembro/21 registrou baixa de US$ 6 por tonelada, valendo US$ 1498 e novembro/21 teve desvalorização de US$ 5 por tonelada, valendo US$ 1512.

No Brasil, o dia também foi de preços estáveis em grande parte das praças produtoras. Apenas Patrocínio/MG teve alta mais expressivas, com valorização de 4,90% e estabelecendo os preços por R$ 750 no tipo 6 bebida dura bica corrida. 

Guaxupé/MG teve queda de 1,81%, negociado por R$ 758,00, Poços de Caldas/MG registrou baixa de 0,41%, valendo R$ 737,00, Campos Gerais/MG encerrou com baixa de 0,66%, negociado por R$ 756,00 e Franca/SP teve queda de 1,28%, estabelecendo preços por R$ 770,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 4,58% em Patrocínio/MG, valendo R$ 800,00 e em Varginha/MG a valorização foi de 2,44%, valendo R$ 840,00. Guaxupé/MG teve baixa de 0,74%, valendo R$ 809,00, Poços de Caldas/MG encerrou com baixa de 0,38%, negociado por R$ 797,00 e Campos Gerais/MG teve baixa de 0,61%, negociado por R$ 816,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário