Café: quarta-feira acumula novos ganhos para os futuros na Bolsa de NY

Publicado em 14/04/2021 18:48 501 exibições

LOGO nalogo

A quarta-feira (14) foi de flutuações altistas para os preços futuros do café na Bolsa de Nova York. O vencimento maio/21 foi cotado à US$ 131,50 c/lb com alta de 1,11%, o julho/21 valeu US$ 133,45 c/lb com subida de 1,14%, o setembro/21 foi negociado por US$ 135,25 c/lb com valorização de 1,08% e o dezembro/21 teve valor de US$ 137,60 c/lb com ganho de 1,03%.

Segundo informações do site internacional Barchart, os preços do café na quarta-feira se estabilizaram moderadamente mais altos, com o arábica em uma alta de 3 semanas e meia e o robusta em uma alta de 2 semanas. 

A queda nas exportações de café do Brasil e a excessiva secura nas lavouras brasileiras continuam a apoiar os ganhos do café. O Cecafe informou na terça-feira que as exportações totais de café do Brasil em março (verde, torrado e solúvel) caíram -1,6% na comparação anual, para 3.438.538 sacas. Além disso, a Somar Meteorologia informou na segunda-feira que as chuvas da semana passada em Minas Gerais, a maior região de cultivo de arábica do Brasil, mediram 4,7 mm, ou apenas 22% da média histórica.

Os preços do café também foram apoiados por preocupações com a oferta depois que o Citigroup disse na semana passada que o café arábica teria um déficit "considerável" de -7,5 milhões de sacas para o ciclo da safra 2021/22. Os preços do café também têm sustentação devido às condições de seca no Brasil.

Já no Brasil, a quarta-feira contabilizou valorizações para os preços da saca do café no mercado físico nacional.

O tipo cereja descascado, por exemplo, subiu em Guaxupé/MG (1,23% e preço de R$ 820,00), Campos Gerais/MG (1,20% e preço de R$ 840,00), Espírito Santo do Pinhal/SP (0,68% e preço de R$ 745,00) e Poços de Caldas/MG (0,65% e preço de R$ 770,00).

Já o tipo 6 bebida dura bica corrida teve altas em Maringá/PR (2,31% e preço de R$ 665,00), Franca/SP (1,33% e preço de R$ 760,00), Campos Gerais/MG (1,30% e preço de R$ 780,00), Guaxupé/MG (1,30% e preço de R$ 777,00), Oeste da Bahia (0,74% e preço de R$ 685,00), Poços de Caldas/MG e Espírito Santo do Pinhal/SP (0,69% e preço de R$ 725,00) e Rio Grande do Sul (0,68% e preço de R$ 730,00).

O tipo 6/7 bebida dura bica corrida registrou elevações de Franca/SP (1,35% e preço de R$ 750,00), Guaxupé/MG (1,33% e preço de R$ 760,00), Campos Novos/MG (1,32% e preço de R$ 767,00), Espírito Santo do Pinhal/SP (0,71% e preço de R$ 710,00) e Poços de Caldas/MG (0,70% e preço de R$ 715,00).

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário