Pesquisa & Tecnologia do CNC aborda viabilidade do Consórcio Café/Macadâmia

Publicado em 03/12/2021 09:49 62 exibições

O Comitê Técnico de Pesquisa & Tecnologia do Conselho Nacional do Café (CNC) realizou no dia 24 de novembro um encontro com profissionais da área do manejo em áreas cafeeiras, em busca de alternativas que possam diversificar a renda ao produtor, além de proporcionar manejos mais sustentáveis.

Uma das palestras ministradas apresentou resultados de um estudo realizado sobre o Consórcio Café – Macadâmia. A pesquisa foi realizada pela equipe do professor Marcos José Perdoná – Pesquisador da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Segundo o professor a arborização do cafezal traz muitos benefícios: diminui a temperatura da área em até 2ºC, diminui até 70% da velocidade do vento, diminui escaldadura e seca de ponteiro, promove menor incidência de plantas daninhas, aumenta a fertilidade do solo, protege de geadas, diminui bienalidade e da maior longevidade à planta e proporciona frutos com maior peneira. Apesar das muitas vantagens o pesquisador fez questão de dizer que a arborização dificulta ou, às vezes, impossibilita a mecanização e diminui a produtividade do cafeeiro.

Especificamente com relação à macadâmia, os resultados apresentados foram de um experimento iniciado em fevereiro de 2006, na região de Dois Córregos, interior de São Paulo. O pesquisador fez um levantamento de viabilidade econômica e garante que o consórcio é vantajoso para o cafeicultor.

A macadâmia tem alto valor de mercado e trata-se de uma planta resistente com bom volume de produção. Somada ao café, os valores apresentados sugerem bom superávit. Todos os dados e valores podem ser vistos na palestra abaixo: 
 

Tags:
Fonte:
CNC

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário