Café: Com incertezas sobre safras da América do Sul e Central, preços devem se manter em alta

Publicado em 01/12/2011 16:32 545 exibições
Os preços do café arábica devem ampliar seus ganhos a medida que a chuva compromete a produção na Colômbia e em importantes países produtores da América Central. As informações são do relatório do banco Goldman Sachs.

A projeção da instituição é de que, nos próximos três meses, os futuros da commodity batam o patamar dos US$ 2,35 por lirbra-peso. No último mês, as cotações tiveram valorização de 5,2% na Bolsa de Nova York.

"A Colômbia revisou sua estimativa para baixo para sua produção em 2011 pela segunda vez em duas semanas por conta de doenças e o condições climáticas adversas. As chuvas torrenciais que castigaram a América Central causaram sérios danos às lavouras e também à infra-estrutura de regiões produtoras", disse o analista do banco, Damien Courvalin.

A produção colombiana deverá somar 8 milhões de sacas este ano, de acordo com o chefe da Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia. Caso o clima permaneça desfavorável, a safra do ano que vem não deverá ter aumento em 2012 também.

Com informações da Bloomberg.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário