China libera 20 mil toneladas de carne suína das reservas estatais, diz Xinhua

Publicado em 27/02/2020 16:47 e atualizado em 27/02/2020 22:05
99 exibições

Beijing, 27 fev (Xinhua) -- A China liberou na quinta-feira 20 mil toneladas de carne suína de suas reservas centrais, como parte dos esforços para aumentar a oferta e estabilizar as expectativas do mercado, segundo o Ministério do Comércio.

O comunicado foi organizado de forma conjunta pelo ministério e outras autoridades, incluindo a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma e o Ministério das Finanças.

Entre os dias 17 e 21 de fevereiro, o índice médio de preços da carne suína em 16 regiões provinciais rastreadas pelo Ministério da Agricultura e dos Assuntos Rurais chegou a 50,85 yuans por kg (cerca de US$ 7,1 por kg), uma queda de 0,7% durante a semana.

Apesar da queda dos preços registrado na semana passada, os preços da carne suína na China têm subido nos últimos meses, causados principalmente pela peste suína africana e por fatores cíclicos.

Os preços da carne suína subiram 116% em janeiro em relação ao ano anterior e, juntamente com aumentos de preços de outros alimentos, promoveram o crescimento do índice de preços ao consumidor a seu nível mais alto em mais de oito anos.

O ministério disse que mais reservas de carne suína congelada serão colocadas no mercado no futuro.

China pune 2.556 pessoas em casos relacionados à vida selvagem em meio ao surto da COVID-19

Beijing, 27 fev (Xinhua) -- O Ministério da Segurança Pública anunciou nesta quinta-feira que a polícia de toda China investigou 776 casos criminais e 1.804 casos administrativos e puniu 2.556 pessoas por atividades ilegais relacionadas à vida selvagem durante o surto de coronavírus.

O departamento de polícia trabalhou com outros departamentos relevantes em uma campanha especial para reprimir atividades ilegais relacionadas à vida selvagem, recuperando 88 mil animais silvestres, revelou o oficial da pasta, Liu Xuejun, em uma coletiva de imprensa.

"Inspecionamos 293 mil mercados, restaurantes e outros locais durante a epidemia", disse Liu.

Os casos envolvendo a vida selvagem foram efetivamente restringidos, destacou ele, observando que a maioria dos atos em investigação ocorreu no passado e que o número de novas ocorrências caiu significativamente.

Liu apontou que a polícia investigou 13 mil casos relacionados à vida selvagem em 2019.

Ele também reconheceu que o crime ainda está ocorrendo em alguns lugares e ainda há um longo caminho a percorrer para reprimir todas essas atividades.

A polícia intensificará a prática da lei, a repressão às atividades ilegais relacionadas à vida selvagem de acordo com as normas e protegerá a segurança e a saúde das pessoas, finalizou Liu.

138824496_15828033077481n.jpg

Policiais estão examinando animais selvagens confiscados durante uma campanha especial para combater atividades ilegais relacionadas à vida selvagem na Província de Yunnan, sudoeste da China, em 25 de fevereiro de 2020. (Xinhua)

China endurece esforços para proibir comércio online de animais selvagens

Beijing, 27 fev (Xinhua) -- A Administração Estatal para Regulação de Mercado da China revelou nesta quinta-feira que reforçou a fiscalização do comércio ilegal de animais selvagens através de plataformas de comércio eletrônico.

Mais de 750 mil peças de informação sobre comércio de animais selvagens foram removidas ou bloqueadas das maiores plataformas de comércio eletrônico, enquanto 17 mil lojas ou contas online foram fechadas, anunciou o funcionário da entidade, Liang Aifu, em uma conferência de imprensa.

Em relação ao uso de códigos secretos para comercialização de vida selvagem online, Liang garantiu que estes códigos estão também sendo monitorados e serão rastreados sempre que usados.

O regulador de mercado também exigiu que plataformas de catering online bloqueiem informação relacionada aos pratos de animais selvagens e instruiu as empresas de mapeamento a limparem as informações de localização de restaurantes de animais selvagens.

A máxima legislatura da China adotou na segunda-feira uma decisão sobre a proibição completa do comércio ilegal de animais selvagens e eliminação do consumo de sua carne para salvaguardar a vida e a saúde das pessoas.

Especialista chinês acredita que surto do novo coronavírus estará sob controle no fim de abril

Guangzhou, 27 fev (Xinhua) -- Zhong Nanshan, renomado especialista chinês em doenças respiratórias, disse estar confiante de que o surto do novo coronavírus será basicamente controlado até o final de abril.

Zhong deu as declarações em uma coletiva de imprensa em Guangzhou, capital da Província de Guangdong, sul da China, nesta quinta-feira.

"Com as fortes medidas tomadas pelo governo central e os esforços conjuntos feitos pelos médicos do país, temos a confiança de que a epidemia estará basicamente sob controle até o final de abril", enfatizou Zhong.

Muco considerável é descoberto em pequenas vias respiratórias dos pacientes da COVID-19, disse especialista

138824156_15827925076891n.jpg

Especialista em doenças respiratórias Zhong Nanshan fala em uma coletiva de imprensa em Guangzhou, na Província de Guangdong, sul da China, em 18 de fevereiro de 2020. (Xinhua/Deng Hua)

Guangzhou, 27 fev (Xinhua) -- O novo coronavírus tem uma característica proeminente em que pacientes têm um grande volume de muco muito pegajoso em suas pequenas vias respiratórias, disse Zhong Nanshan, renomado especialista chinês em doenças respiratórias, em uma coletiva de imprensa em Guangzhou nesta quinta-feira.

A obstrução da via respiratória pode causar infecções secundárias, disse Zhong. "Estamos trabalhando para resolver o problema".

A taxa de mortalidade entre os pacientes em condição crítica em Wuhan, epicentro do surto, está se aproximando de 60%, de acordo com Zhong. Ele acrescentou que os especialistas estão buscando soluções à hipoxia e que alguns novos métodos se mostraram eficazes em aliviar as dificuldades de respiração dos infectados.

Lidando com a questão de que alguns pacientes que tiveram alta hospitalar após a recuperação inicial tiveram resultados de teste positivos ao coronavírus pela segunda vez, Zhong disse que a COVID-19 é uma doença infecciosa nova e que ainda não se sabe o processo dela.

"Não podemos ter uma conclusão absoluta agora e temos que acompanhar seu desenvolvimento de perto. Mas de acordo com as leis dos microorganismos, aqueles com anticorpos suficientes não serão infectados de novo", garantiu Zhong.

138824127_15827913076491n.jpg

Trabalhadores produzem máscaras na fábrica de uma empresa têxtil no distrito de Jimo, em Qingdao, da Província de Shandong, leste da China, em 12 de fevereiro de 2020. (Foto por Liang Xiaopeng/Xinhua)

Produção diária de máscaras da China passa das 70 milhões de unidades, diz ministério

Beijing, 27 fev (Xinhua) -- A produção diária de máscaras da China passou das 76 milhões de unidades a partir de terça-feira, 7,8 vezes que o número relatado em 1º de fevereiro, informou na quinta-feira a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR).

Na terça-feira, a capacidade de produção diária de máscaras na China mais do que triplicou de 1º de fevereiro para mais de 72 milhões de unidades, atendendo basicamente à demanda, informou a CNDR.

Mais de 30 milhões de máscaras médicas foram produzidas por dia no país, enquanto sua capacidade diária de produção atingiu 32 milhões de unidades, mostraram os dados.

A China começou a produzir máscaras com todos os esforços à medida que a demanda aumentou após o surto do novo coronavírus, com medidas implementadas para priorizar o bom funcionamento dos fabricantes de máscaras e apoiar a atualização tecnológica no setor para aumentar a produção.

Retomado serviço de trem de cargas entre norte da China e Ásia Central

Taiyuan, 27 fev (Xinhua) -- Um trem com 45 vagões de mercadorias partiu nesta quinta-feira da Província de Shanxi, no norte da China, rumo ao Uzbequistão, marcando o primeiro trem de cargas entre Shanxi e a Ásia Central desde o início do surto de coronavírus.

As cargas a bordo do trem, incluindo peças de trem, louças cerâmicas, geradores e outros bens, serão transportados até Alma Ata, Tashkent e outras cidades da Ásia Central através do Porto Horgos, na Região Autônoma Uigur de Xinjiang, noroeste da China. O trem chegará em Tashkent em cerca de 10 dias.

A retomada dos trens de cargas deu forte apoio à restauração de produção das empresas de comércio da província.

Beijing reabre cinemas em meio à epidemia

Beijing, 27 fev (Xinhua) -- Há boas notícias para os fãs de filmes em Beijing -- cinemas e estúdios cinematográficos podem retomar a operação sob certas condições prévias.

Os cinemas devem obter permissão de departamentos relevantes e informar ao Departamento de Filmes de Beijing antes de reiniciarem o trabalho, de acordo com uma diretriz para a indústria de entretenimento emitida pela entidade nesta quinta-feira.

A notificação diz que os cinemas são obrigados a vender bilhetes não adjacentes em fileiras alternadas no estágio inicial de reabertura para conter a propagação do novo coronavírus. O público deve registrar suas informações na bilheteria previamente.

Segundo a diretriz, os lavatórios devem ser equipados com higienizadores de mãos ou desinfetantes. A desinfecção deve ser realizada após cada exibição e pelo menos oito vezes por dia em áreas públicas.

Os estúdios cinematográficos estão autorizados a retomar a filmagem em Beijing se o número de atores e membros da equipe for menor que 50 e se nenhum tiver apresentado sintomas suspeitos do novo coronavírus. Todos devem usar máscaras, exceto nas filmagens.

Voo fretado leva trabalhadores migrantes do sul de Xinjiang de volta para o trabalho

Urumqi, 27 fev (Xinhua) -- Um voo fretado levou na quarta-feira 135 trabalhadores migrantes do distrito de Akqi, na Região Autônoma Uigur de Xinjiang, para retomar trabalho na cidade de Wuxi, na Província de Jiangsu, leste da China.

A cabine foi desinfectada rigorosamente, com detecção de temperatura do corpo exigida antes de embarcar no avião, segundo Song Lijun, capitão de voo operado pela Urumqi Air.

"Os passageiros e a tripulação usavam máscaras, e lenços umedecidos de desinfecção também foram disponibilizados para minimizar o risco de propagação do vírus durante o voo", disse Song.

Os trabalhadores migrantes tomaram ônibus fretados para voltar para a Sunra Electric Vehicle Co. Ltd. depois de chegar a Wuxi, e voltarão de trabalho depois da quarentena.

"Ao fortalecer a prevenção e o controle de epidemia, nós estamos fazendo todo esforço para retomar a produção", disse Chen Kaiya, diretor do escritório da companhia do conselho de administração.

"Sabendo que os empregados em Xinjiang não podem voltar para trabalho devido à longa viagem e medidas de prevenção relevantes, nós nos comunicamos com as autoridades locais e companhias aéreas, e fretamos um voo especial para levar os empregados de volta", disse Chen.

A maioria dos empregados são das famílias afetadas pela pobreza. Desde 2014, a Sunra começou a juntar-se ao projecto de redução da pobreza de Wuxi com o distrito de Akqi no sul de Xinjiang, de acordo com a empresa.

Até agora, a companhia recebeu mais de 500 empregados de Xinjiang e treinaram nos trabalhados industriais modernizados, ajudando-os a sair da pobreza.

Tags:
Fonte:
Xinhua (estatal chinesa)

0 comentário