Carne Bovina/Abrafrigo: Exportação até julho supera 1,1 mi/t , quase 60% para a China

Publicado em 07/08/2020 17:32 145 exibições
Depois da China, o Egito foi o que mais adquiriu o produto brasileiro, com 75.389 toneladas (-25%). O Chile veio a seguir, com 39.733 toneladas (-37%)

As exportações de carne bovina in natura e processada no acumulado do ano até julho soma 1,103 milhão de toneladas, 10% acima das 999.177 t de igual período de 2019, conforme dados consolidados da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). A receita nesse intervalo cresceu 25%, para US$ 4,7 bilhões. O resultado se deve à China. "No acumulado até julho as compras chinesas que ingressaram pela cidade estado de Hong Kong e pelo continente atingiram 634.624 toneladas, quase o dobro das 381.325 importadas em 2019 no mesmo período", disse a entidade em nota.

A Abrafrigo diz que as compras chinesas têm mais do que compensado a queda nas vendas à União Europeia e aos países árabes, decorrente da pandemia de Covid-19, que reduziu o consumo fora de casa. "Atualmente, a China responde por 57,5% da exportação brasileira. Nas exportações de julho, 169.240 toneladas foram na forma de carne in natura e outras 24.240 toneladas de carne bovina processada", diz a entidade. "No acumulado até julho, depois da China, o Egito foi o que mais adquiriu o produto brasileiro, com 75.389 toneladas (-25%). O Chile veio a seguir, com 39.733 toneladas (-37%), e a Rússia, com 37.731 toneladas (+ 1,4%)."

Tags:
Fonte:
Estadão Conteúdo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário