Cinco estados americanos podem ter soja e milho afetados pelas geadas

Publicado em 14/08/2013 15:51 e atualizado em 14/08/2013 17:27
4040 exibições

Os estados de Iowa, Wisconsin, Minnesota, Dakota do Sul e Dakota do Norte devem entrar em estado de atenção quanto aos riscos que podem ser provocados pelas geadas com a entrada do outono no Hemisfério Norte. Como as safras de milho e de soja estão se desenvolvendo em um padrão mais lento do que o normal, devido também ao plantio tardio em algumas áreas, qualquer geada por afetar negativamente, principalmente para o milho.

A situação ideal para que a safra americana não seja prejudicada, de acordo com o analista Michael Cordonnier, presidente da Soybean & Corn Advisor Inc., seria que as geadas ocorressem duas semanas depois do normal, em meados de outubro.

Para o consultor Liones Severo, da SIMConsult, este fator irá trazer bastante tensão no mercado internacional, uma vez que em algumas regiões as temperaturas já se encontram em valores abaixo do normal.

Em Iowa, o maior estado produtor, apenas 2% do milho estava na fase de enchimento de grãos em 4 de agosto, enquanto a média comum do período é 21%. Em Minnessota, essa média é de 11%, mas o número também não ultrapassa os 2%. Em Dakota do Norte, estes números são de 16% e 3%, respectivamente.

Segundo o último relatório do USDA, divulgado na última segunda-feira (12), apenas 9% das lavouras de soja estavam em condições excelentes em Iowa. 39% se encontravam em boas condições, 37% em condições regulares, 11% em más condições e 4% em condições péssimas. Para o milho, estes números são de 10% excelentes, 39% boas, 34% regulares, 12% ruins e 5% péssimas.

A média dos estados pesquisados para a soja é de 14% em condições excelentes, 50% em boas condições, 27% em condições regulares, 7% em más condições e 2% em condições péssimas. Para o milho, 18% excelentes, 46% boas, 25% regulares, 8% ruins e 3% péssimas.

Gráfico de probabilidade da perda para o milho de acordo com possível data das geadas:

Gráfico de probabilidade da perda para a soja de acordo com possível data das geadas:

Tags:
Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário