Tempo: Chuvas avançam e Sudeste tem previsão de bons volumes nas próximas 24 horas

Publicado em 14/05/2020 09:47 e atualizado em 14/05/2020 10:49 5188 exibições

LOGO nalogo

Após passar por um período sem chuvas, o Sudeste do Brasil tem previsão de declínio das temperaturas e chuvas previstas para os próximos dias. Segundo Olívio Bahia, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a frente fria em atuação desde o início da semana avança para o Centro-Norte do país e ganha reforço com outros sistemas em atuação na atmosfera, aumentando as possibilidades de chuvas nos estados de São Paulo e Minas Gerais. 

 

"A frente fria pode levar chuva em todo o estado de São Paulo, aumentando a probabilidade de chuvas durante todo o dia em São Paulo", afirma o meteorologista. Os modelos, segundo Olívio, apontam ainda que entre a tarde e noite desta quinta-feira (14) as chuvas devam avançar para Minas Gerais e Rio de Janeiro. Na sexta-feira (15) os sistemas podem ganhar força, com possibilidade de chuvas também para o sul do Espírito Santo. 

 

As previsões mais recentes da Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA), para o período entre 14 e 22 de maio chuvas com volumes baixos para o Sudeste. Porém, segundo o modelo, entre o dia 22 e 30 de maio, os volumes ficarão mais expressivos em toda a região, com precipitações acima de 60 milímetros em todo o Sudeste.

 

Após a passagem da frente fria, Olívio destaca que deverá acontecer um declínio de temperaturas em toda a região Sudeste, mas destaca que os modelos não indicam possibilidades de geadas para o sul de Minas Gerais, onde produtores de café estão apreensivos com as quedas de temperaturas.

 

"Hoje as temperaturas não parecem estarem próximas do padrão de geadas. Pode ter possibilidades apenas nos pontos mais altos do estado, mas de maneira muito pontual", destaca o meteorologista. 
Veja o mapa de previsão estendida para todo o Brasil: 

 

NOAA - 1405
Fonte: NOAA 

Já para a região Sul do país, que recebeu chuvas mais expressivas nos últimos dias, Olívio afirma que a frente fria entre o Norte do Rio Grande do Sul e Santa Catarina continua com força nas próximas 24 horas, dando condição de mais chuvas para os estados.

"Um novo sistema começa a se formar e avança no decorrer do dia ao norte, podendo atingir principalmente o Mato Grosso do Sul", comenta. As previsões do NOAA (mapa acima) também indicam chuvas para áreas do MS até, pelo menos, o dia 22 de maio. De acordo com o modelo, as chuvas podem chegar a 80 milímetros de precipitação no estado. 

Veja o mapa de precipitação prevista para as próximas 93 horas, segundo o Inmet: 

93 horas - Inmet
Fonte: Inmet 

 

As temperaturas também deverão passar por um declínio de temperaturas nos próximos dias. Segundo o Inmet, a intensidade dessa massa de ar polar não é tão forte quanto da última semana, mas as possibilidades de geadas não estão descartadas nas áreas mais altas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A tendência é que os volumes de chuvas passem a ficar mais baixos em todo o sul a partir de sexta-feira (14) e que a intensidade do ar frio comece a perder força a partir de sábado. 

Os mapas do Inmet indicam temperaturas minímas entre 10 e 12 graus no sul do Rio Grande do Sul na próxima madrugada e temperaturas entre 2 e 6 graus em áreas da região norte e parte de Santa Catarina. O Paraná deve permanecer com as temperaturas mais elevadas. 

Veja o mapa de previsão de temperatura para as próximas 24 horas: 

Temperaturas - Inmet - 1405
Fonte: Inmet 

 

Últimas 24 horas 

Produtores do Rio Grande do Sul tiveram um alívio com chuvas mais volumosas nas últimas 24 horas. As estações meteorológicas do Inmet, registraram chuvas entre 20 e 30 milímetros em todo o estado. Ainda segundo os dados, a região oeste recebeu volumes ainda mais expressivos, com precipitação de até 40 mm em alguns pontos. Apenas o extremo sul do estado não teve registro de grandes volumes. 

No Paraná, havia previsão de chuvas mais abrangentes, mas as chuvas mais intesas foram registradas no oeste do estado, com precipitação entre 20 e 30 mm de precipitação. Santa Catarina registrou os mesmos volumes em áreas do oeste e central do estado. 

Os volumes foram significativos para o produtor do Mato Grosso do Sul. Segundo o Inmet, as chuvas só não atingiram o extremo norte do estado e as demais regiões tiveram volumes acima de 30 mm de precipitação. No Centro do MS foram registrados volumes de até 50 mm. 

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil: 

24 horas - Inmet - 1405
Fonte: Inmet 

 

Apesar do Inmet não ter registrado chuvas nas estações do Mato Grosso, produtores relataram ao Notícias Agrícolas que voltou a chover no estado, conforme o vídeo abaixo: 

Plantação de Sorgo em Campos de Holambra (SP). Envio de Thomas Derks
Plantação de Sorgo em Campos de Holambra (SP). Envio de Thomas Derks

c
Laura e Victor na plantação de soja na fazenda Emílio em Uruçuí (PI). Envio de Clóvis Peters​

Lavoura de milho safrinha no município de Paraúna (GO). Envio de Heleber Gomes
Lavoura de milho safrinha no município de Paraúna (GO). Envio de Heleber Gomes​

 

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas ou use as hashtags #imangensdodia

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário