HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Inmet: Veranico em Minas Gerais, Goiás e oeste da Bahia deve persistir por mais sete dias

Publicado em 19/01/2021 10:38 e atualizado em 19/01/2021 13:44 4436 exibições
Já para a parte sul do Brasil, maiores chuvas continuam previstas para o Paraná nesta 3ª

LOGO nalogo

Um vórtice ciclônico em atuação sobre áreas do Brasil segue impedindo o avanço das chuvas para áreas do Sudeste e da Bahia. Segundo Andrea Ramos, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) até pelo menos dia 26, próxima terça-feira, não há indicação de chuvas na área, mantendo assim as condições de veranico para áreas do Sudeste, Matopiba e Goiás.

"Nós estamos observando os modelos e não há indicativo de chuvas nos próximos dias nessas áreas e também no nordeste de Goiás", afirma a meteorologista. As condições, segundo a especialista, é característica do Verão, mas chama atenção pela área já está há sete dias sem chuvas expressivas. Para Minas Gerais, apenas o sul do estado pode registrar chuvas pontuais, ocasionadas pela borda do vórtice ciclônico que favorece a formação de nuvens em alguns pontos da região. 

As previsões para os próximos sete dias do Inmet vão de encontro com as previsões da Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA). A atualização do modelo GFS, divulgada nesta terça-feira, também traz a previsão de tempo estável ou de poucos volumes para a região. 

Em comparação com a previsão do Inmet, o modelo sinaliza para chuvas de até 20 mm para o nordeste de Goiás e também chuvas em áreas de Minas Gerais. Para o oeste da Bahia, não há indicativo de chuvas expressivas no período. Ainda de acordo com o NOAA, a mudança no padrão deve acontecer apenas na última semana do mês, com o retorno das chuvas mais expressivas para Minas Gerais e Goiás, e avanço da umidade para o Matopiba com precipitação prevista entre 50 e 60 até o dia 4 de fevereiro.

Veja o mapa de previsão estendida para todo o Brasil: 

NOAA - 1901
Fonte: NOAA 

 

 

Para as demais regiões do país, o modelo Cosmo do Inmet segue indicando bastante chuva para o Paraná nas próximas 24 horas, com destaque para o oeste do estado que pode registrar chuvas acima dos 70 mm nesta terça. A tendência é também da permanência das chuvas em Santa Catarina, com precipitação entre 20 e 40 mm. "Além da frente que passou pelo Sul do Brasil, temos a umidade que desce do Amazonas e ajuda na formação do corredor e chuvas nesses próximos dias", explica Andrea. 

Também são previstas chuvas para o Mato Grosso do Sul, com precipitação entre 20 e 30 mm. No Mato Grosso há chance das chuvas acontecerem com mais intensidade e acumulados de até 60 mm estão previstos para águas áreas. Em Goiás, a região oeste tem previsão de precipitação de 30 mm. As mesmas condições são esperadas para o norte do Tocantins, áreas do Maranhão e extremo oeste do Piauí.  

"A próxima semana será bastante instável entre os estados Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e áreas do centro-sul e oeste de São Paulo. A Climatempo alerta para  risco de alagamentos, transbordamento de córregos e rios e deslizamentos de terra. Os acumulados serão bastante elevados pelo menos até a próxima quinta-feira, 21 de janeiro", afirma a consultoria. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas: 

93 horas - Inmet - 1901
Fonte: Inmet 


 

 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário