HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Volta a chover no Brasil, mas Centro-Sul do país continua registrando volumes abaixo da média

Publicado em 30/11/2021 11:06 e atualizado em 30/11/2021 12:31 2068 exibições
Segundo Inmet, sistemas continuam apresentando certa irregularidade e passando muito rápido pelo Sul do Brasil

Logotipo Notícias Agrícolas

O mês de novembro foi marcado pelo retorno efetivo da estação chuvosa no Brasil. Após longo período de chuvas irregulares ou abaixo da média, as precipitações levaram alívio para produtores das mais diversas culturas, com destaque para a semeadura da soja que avançou nas principais áreas de produção. Apesar do retorno das chuvas, parte do Centro-Sul do Brasil ainda continua recebendo volumes abaixo da média esperada pela climatologia. 

Segundo Olívio Bahia, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia, as condições chamam atenção já que o sistema que favorece as chuvas durante a Primavera, a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), tem acontecido com frequência, mas passando muito rápido pelo Centro-Sul do Brasil.

"Essa semana nós temos mais uma ZCAS em formação, mas o que tem chamado atenção é que nesta Primavera, o sistema não apresenta os padrões clássicos. Os padrões de ventos mostram anomalias e as chuvas passam muito rápido pelo Sul do Brasil", explica. 

Ainda de acordo com especialista, a ZCAS tem como característica promover entre três e quatro dias de chuva nas áreas mais baixas do país, mas neste ano além de passar mais rápido, as chuvas também apresentam certa irregularidade em algumas áreas. 

O mapa de precipitação acumulada, disponível na página oficial do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), mostram que até esta terça-feira (30),  sul de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul têm entre 50mm e 100mm de chuva abaixo do esperado. 

A chuva neste mês apresentou comportamento diferencial quando comparado com o mês de outubro. No mês anterior, com exceção do centro-sul do Rio Grande do Sul, os demais estados da região registraram chuvas dentro ou próximo da média esperada para época do ano. 

Já em relação às demais regiões do país, o mapa mostra cenário positivo. Os acumulados mais expressivos foram registrados no Mato Grosso, com precipitação entre 200mm e 300mm no último mês. As chuvas apresentaram regularidade nos demais estados do Centro-Oeste e no Matopiba, com áreas pontuais nos estados registrando chuvas abaixo da média. 

Veja o mapa de anomalias registradas nos últimos dois meses: 

Outubro - CPTEC
Novembro - CPTEC

 


Para os próximos dias, Olívio destaca que as previsões não indicam mudanças nos padrões atuais. A formação de uma nova ZCAS, que deve acontecer nas próximas horas, o sistema vai favorecer a formação de nuvens carregadas no Centro-Norte do Brasil.

O setor produtivo está em alerta para as condições de chuvas nos próximos meses, já que os modelos meteorológicos indicam a possibilidade da atuação do fenômeno La Niña nos próximos meses, que pode influenciar e trazer mais impactos na produção agrícola do Centro-Sul do Brasil. 

Em relação aos volumes, o modelo Cosmo prevê os maiores acumulados em São Paulo, áreas do Mato Grosso do Sul e Minas Gerais nas próximas 24 horas. O Inmet alerta que, devido as temperaturas elevadas dos últimos dias, a área fica em estado de alerta para temporais, rajada de ventos e até queda de granizo. 

Também continua chovendo no Centro-Oeste, com as chuvas mais significativas previstas no Mato Grosso, entre 20mm e 40mm. O modelo prevê ainda condição de chuva para os demais estados da região, além da permanência da umidade para o Matopiba.

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas: 
 

GIF 30-11-2021 11-13-12
Fonte: Inmet

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário