Forma de transmissão do vírus de gripe aviária na China ainda é estudada pela OMS

Publicado em 23/04/2013 10:00 271 exibições
Ainda é incerto o modo com o qual o novo vírus de gripe aviária (H7N9) se espalha na China. Os pesquisadores da Organização Mundial de Saúde têm apenas uma pequena compreensão sobre seus efeitos e quão violento este surto pode se tornar.

Na segunda feira (22), uma equipe da organização afirmou que o vírus já matou 20 pessoas no país e infectou mais de uma centena. A equipe, que foi à China para compreender melhor o vírus, ainda não encontrou provas de que o o H7N9 pode ser transmitido de humano para humano, o que tornaria o contágio mais fácil. No entanto, esta possibilidade ainda não é descartada.

O diretor-geral adjunto para a segurança da saúde e meio ambiente da OMS, Keiji Fukuda, declarou que a situação "segue complexa e difícil", uma vez que é impossível prever quantos outros casos podem aparecer. Mas Fukuda também garante que as coisas não estão fora de controle, já que a equipe passou o fim de semana visitando instalações médicas e locais de inspeção em Xangai, cidade com o maior número de casos.

Nesta terça (23), foi confirmado também que a doença se alastrou para outra área da China, com o primeiro caso na província de Shandong, no leste do país. Os nove contatos mais próximos da vítima estão sob observação médica. Com este caso, o número de infectados chega a 105.

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário