Setor leiteiro vai participar de definições sobre texto final do regulamento sanitário

Publicado em 12/06/2014 09:23 235 exibições

As entidades representativas do setor leiteiro no País terão participação na elaboração do texto final do Riispoa – Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. A garantia foi dada, nesta quarta-feira (11/06/2014), ao presidente da Subleite – Subcomissão Permanente do Leite da Câmara, deputado federal Junji Abe (PSD-SP), pelo diretor do Dipoa – Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Leandro Diamantino Feijó.

Elaborado há 62 anos e “obviamente obsoleto quanto às tecnologias e possibilidades atuais, inexistentes em 1952”, o Riispoa está em fase de revisão, como pontuou Junji, lamentando a demora no processo. Pior, segundo o deputado, são normas que entraram em vigor, “desesperando o setor produtivo que continua sem acesso” ao documento proposto.

O presidente da Subleite referiu-se à a Instrução Normativa 62, que mudou a metodologia de classificação do leite para eliminar o tipo B, deixando apenas o A e o C. Outra preocupação que tira o sono do setor leiteiro é como o novo Riispoa tratará o sistema de transporte do leite cru. Na regra vigente, o transbordo é proibido, prejudicando produtores e indústrias que gastam mais tempo e dinheiro com o processo feito à moda antiga.

Compreensivo em relação às preocupações destacadas por Junji, Feijó disse que a minuta do novo Riispoa não se encontra mais no Ministério da Agricultura, mas sim na Casa Civil. De qualquer forma, ele garantiu que enviará uma cópia do documento a todos os membros da Câmara Setorial do Leite. O colegiado reúne representantes de toda cadeia produtiva do setor. O compromisso resulta de determinação do ministro Neri Geller.

Com a medida, o diretor espera receber dos parlamentares e de entidades do setor sugestões e questionamentos em relação ao documento. O objetivo é elaborar o texto final do regulamento, com a participação direta da categoria, para defendê-lo junto à Casa Civil.  “É o único meio de ser justo com a cadeia produtiva do leite e de garantir regras eficientes e factíveis”, elogiou Junji.

Também participaram do encontro o deputadp Domingos Sávio (PSDB-MG), ex- presidente da Subleite, Rodrigo Alvim, presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite e Derivados do Mapa; Bruno Lucchi, assessor Técnico da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil; Marcelo Martins, diretor-executivo da Viva Lácteos – Associação Brasileira de Laticínios; Wilson Massote, diretor-executivo da G100 – Associação Brasileira das Pequenas e Médias Cooperativas e Empresas de Laticínios; o produtor de leite Pedro Nelson, coordenador da mesa diretora de Assuntos Técnicos Econômicos da Pecuária de Leite da Faesp – Federação da Agricultura do Estado de São Paulo; Wander Bastos, presidente da Assivarp – Associação dos Sindicatos Rurais do Vale do Paraíba e do Sindicato Rural de Cruzeiro e Lavrinhas; Gustavo Beduschi, analista na área técnica da OCB - Organização das Cooperativas Brasileiras; e Leonardo Rodrigues, analista técnico da Gerência de Relações Institucionais da OCB; entre outras lideranças do setor.

Tags:
Fonte:
AI Dep. Junji Abe

0 comentário