Proteína Animal: Suíno vivo apresenta alta em MT; frango vivo continua estável

Publicado em 03/09/2014 13:16 e atualizado em 04/09/2014 13:42 303 exibições

Nesta quarta-feira (3), o suíno vivo apresenta uma alta em Mato Grosso, onde o preço médio passou de R$3,60/kg para R$3,78/kg. O restante das principais praças do país continua estável.

Para o frango vivo, também não há alterações de preço nesta semana. O setor espera por melhores preços neste mês. Com a retomada de preços do frango abatido, é possível que o vivo acompanhe o movimento e também trabalhe com alta.

Os produtores de ambas as proteínas ainda não podem ter segurança em relação à abertura de mercado russo. A situação internacional é instável e não deve indicar uma tendência concreta a curto prazo.

O vice-presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), apontou nesta quarta (03), durante o lançamento da 2ª Semana Nacional da Carne Suína, que a demanda de importação da carne suína brasileira já é maior, mas que o volume de embarques em agosto permaneceu dentro da média.

Em especial para o suíno, o foco deve ser mantido no mercado interno, uma vez que o número de animais disponíveis para oferta não é tão elevado. Aumentar a produção pode ser um risco - em 2012 o setor enfrentou uma crise devido ao excesso de animais no mercado.

Confira os preços nas principais praças nesta quarta-feira:

Suíno vivoFonte: Suino.com
Estado Preço Máximo (R$/kg vivo) Variação (%)
Ver histórico » Fechamento: 03/09/2014
Santa Catarina 4,20 0,00
Paraná 3,93 0,00
Rio Grande do Sul 4,36 0,00
São Paulo 4,69 0,00
Mato Grosso 3,76 0,00
Goias 3,90 0,00
Minas Gerais 4,50 0,00
BRF/SC* 3,20 0,00
Aurora/SC* 3,30 0,00
Pamplona/SC* 3,20 0,00
FrangoFrangoFonte: Valor Rural
Praça Preço - R$ / kg Variação (%)
Ver histórico » Fechamento: 02/09/2014
Goias/GO s/ cotação -
Cascavel/PR 1,89 0,00
Jacarezinho/PR 2,50 0,00
Maringa/PR 2,50 0,00
Toledo/PR 2,50 0,00
Umuarama/PR 2,50 0,00
Chapecó/SC 1,86 0,00
Palmitos/SC 1,86 0,00
Sul Catarinense/SC 1,88 0,00
São Paulo/SP 2,50 0,00

 

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário