Suíno Vivo: Após SP, RS e SC, MG também define cotações estáveis nesta 3ª feira

Publicado em 04/10/2016 18:28
85 exibições

Nesta terça-feira (04), as cotações para o suíno vivo voltaram a registrar estabilidade nas principais praças de comercialização. Novamente, a bolsa de suínos de Minas Gerais fechou em manutenção, a R$ 4,20/kg. Há semanas, o estado não registra alterações de preços.

A semana também é de estabilidade em São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O presidente da ACCS (Associação Catarinense de Criadores de Suínos), Losivânio de Lorenzi, aponta o cenário é preocupante, visto que não há evolução na demanda devido as dificuldades econômicas do país.

Atualmente, a praça trabalha com uma média de R$ 3,80/kg para os custos de produção no ano, enquanto que o valor recebido pelos independentes está em torno de R$ 3,43/kg. O analista da Safras & Mercado, Allan Maia, aponta que o cenário ainda é de gastos elevados nas granjas e que os pequenos produtores estão são os mais prejudicados.

“Infelizmente esse cenário não deve mudar no curto prazo, embora os reajustes nos preços sejam fundamentais para a recuperação das margens operacionais”, ressalta.

O analista de mercado, Fabiano Coser, explica que historicamente este é o período em que o setor poderia ter uma reação de preços, mas não é o que está ocorrendo nas principais regiões.

“Nem mesmo a proximidade do final de ano, época tradicional de aumento do consumo de carne suína que consequentemente faz com que as indústrias comecem a estocar o produto no último trimestre de cada ano, aliado ao recorde das exportações no mês de setembro foram suficientes para alavancar as cotações do animal vivo”, explica

» Acesse as cotações na íntegra para o suíno vivo

Por: Sandy Quintans
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário