Exportação de carne suína supera em mais de 20% resultado de fevereiro de 2020

Publicado em 01/03/2021 15:55 e atualizado em 01/03/2021 17:12 428 exibições
De acordo com analista, China continuou presente no mercado, mesmo em período de feriadão

LOGO nalogo

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Camex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (1), as exportações de carne suína fresca, congelada ou resfriada no mês de fevereiro superaram em mais de 20% os resultados de arrecadação e volume registrados em fevereiro de 2020.

Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, estes dados sinalizam que a China se manteve no mercado na segunda quinzena do mês comprando bons volumes.

"Esse é um aspecto interessante e pode representar um certo otimismo para a suinocultura brasileira. Em relação às notícias de uma nova cepa de Peste Suína Africana na China, isso é especulação, e só se tornará algo oficial quando a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) se manifestar, mas já é o suficiente para tratativas de renegociação de contratos", disse.

A receita obtida com as exportações de carne suína durante o mês, US$ 173.392,196, representa 22% a mais que o montante obtido em todo fevereiro de 2020, que foi de US$ 143.279,025. No caso do volume embarcado, as 71.501,763 toneladas superaram em 23% do total exportado em fevereiro do ano passado, um total de 58.121,971.

No comparativo com o fechamento de janeiro de 2021, o faturamento passou de US$ 137.215,169 para 173.392,196, alta de 26,4%, enquanto o volume embarcado saiu de 55.798,975 toneladas para 71.501,763 toneladas, avanço de 28%.

O faturamento por média diária durante fevereiro foi de US$ 9.632,899, quantia 21,02% maior do que fevereiro de 2020. No comparativo com a semana anterior, houve queda de 5,25%.

No caso das toneladas por média diária, foram 3.972,320, alta de 23,02% no comparativo com o mesmo mês de 2020. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se baixa de 5,7%.

Já o preço pago por tonelada, US$ 2.425,005 nos 18 dias úteis do mês, é 1,63% inferior ao praticado em fevereiro passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa leve aumento de 0,5%.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário