Exportação de carne suína pode bater recorde neste mês de março, aponta analista

Publicado em 15/03/2021 15:44 e atualizado em 15/03/2021 16:21 190 exibições
Ritmo acelerado dos embarques é atribuído à China, onde a recuperação da produção da proteína suína está mais lenta do que o esperado

LOGO nalogo

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Camex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (15), as exportações de carne suína fresca, congelada ou resfriada na segunda semana de março seguem em ritmo aquecido.

Segundo o analista da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini, os números alcançados neste mês de março foram puxados pela China. "A recuperação da produção de carne suína local está levando mais tempo do que o mercado imaginava.

Leia Mais:

+ Peste Suína Africana vai seguir ditando o rumo do mercado global de carnes em 2021, aponta Rabobank

+ USDA: Produção de carne suína na China deve subir 14% em 2021, mas nível fica abaixo de época pré-PSA

Travagini aponta ainda que neste ritmo, é praticamente certo que haverá recorde nas exportações para um mês de março, mas é preciso esperar a consolidação dos resultados para saber se haverá quebra de recorde histórico.

O faturamento por média diária neste início de março foi de US$ 11.321,7283, quantia 59,74% a mais do que março de 2020. No comparativo com a semana anterior, houve aumento de 7,6%.

No caso das toneladas por média diária, foram 4.483,957, alta de 55,85% no comparativo com o mesmo mês de 2020. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se aumento de 6%.

Já o preço pago por tonelada, US$ 2.524,941 nos dez primeiros dias úteis do mês, é 2,5% superior ao praticado em março passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa avanço de 1,5%.

A receita obtida com as exportações de carne suína durante neste início mês, US$ 113.217,283, representa 72,7% do montante obtido em todo março de 2020, que foi de US$ 155.923,829. No caso do volume embarcado, as 44.839,57 toneladas são 70,8% do total exportado em março do ano passado, um total de 63.296,839.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário