Bloomberg: Malásia interromperá exportações de frango a partir de junho em meio à escassez

Publicado em 23/05/2022 10:18

Segundo informações divulgadas pela Bloomberg, a Malásia interromperá as exportações de 3,6 milhões de frangos por mês a partir de 1º de junho e eliminará a exigência de permissão aprovada para importação de trigo até que a produção e os preços se estabilizem, disse o primeiro-ministro Ismail Sabri Yaakob.

O governo estabeleceu um preço-teto de 8,9 ringgit (US$ 2) por frango e disse que reconheceria mais abatedouros no exterior em uma tentativa de aumentar a oferta local e reduzir o aumento dos preços, de acordo com um comunicado na segunda-feira.

As medidas vêm dias depois que Ismail aboliu as regras de permissão aprovadas para importações de alimentos, incluindo frango, coco e leite evaporado, para garantir o suprimento adequado de alimentos no país. A medida provavelmente afetará a vizinha Cingapura, que obtém um terço de sua oferta de frango da Malásia, segundo dados da Agência de Alimentos de Cingapura.

A Comissão de Concorrência da Malásia está investigando relatos de que existem cartéis que controlam o preço e a produção de frango entre grandes empresas, disse Ismail, prometendo medidas severas contra aqueles encontrados sabotando o fornecimento.

A Malásia se junta a outros governos na tomada de medidas para garantir seus próprios suprimentos, com os custos dos alimentos subindo para recordes à medida que a guerra na Ucrânia estrangula o fornecimento de colheitas, acumulando dores inflacionárias sobre os consumidores. Os preços dos alimentos no país do Sudeste Asiático aumentaram 4% em março em relação ao ano anterior, o maior desde dezembro de 2017, já que os custos de frango e vegetais aumentaram mais de 10%.

Fonte:
Bloomberg

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário