Feijão: Temendo que grãos apodreçam por conta do excesso de chuvas, produtores do PR desenvolvem sistema de secagem

Publicado em 20/06/2012 08:14 e atualizado em 20/06/2012 08:48 788 exibições
No Paraná, os agricultores temem que o feijão apodreça por conta das chuvas excessivas. A região onde mais chove nos últimos dias é a sudoeste. Há três dias, a carga de feijão preto e carioca está em cima do caminhão. 

Essa situação já vem fazendo com que os agricultores inventem alternativas para secar os grãos, criando equipamentos e mecanismos que possam garantir preços um pouco melhores na hora da venda. 

De acordo com o produtor Joistel Tabouca, o equipamento para a secagem segue o mesmo processo dos secadores industriais e não deve custar mais de R$ 3 mil. Como explicou uma uma matéria do Globo Rural, o sistema conta com três botijões de gás que garantem o fogo. Uma espécie de ventilador faz o calor circular por baixo do produto e em três horas é possível secar 120 sacas.

Porém, o investimento deve garantir o valor de R$ 150 por saca de 60kg do feijão carioca, preço melhor do que os R$ 80 que vinha sendo oferecido pelos compradores quando o feijão ainda estava úmido. 

Com informações do Globo Rural. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário