Arroz: Safra nos EUA terá quebra de 23%

Publicado em 18/10/2011 11:14 338 exibições
As altas temperaturas no Estado do Texas, nos EUA, podem levar o país a ter a pior produção de arroz dos últimos 13 anos. De acordo com estimativa do USDA (Departamento de Agricultura norte-americano) a próxima safra do grão deve ser de 8 milhões de toneladas, número 23% menor em relação a 2010. Segundo estimativas da Texas A&M University os agricultores do Estado já contabilizam prejuízos da ordem de US$ 5,2 bilhões.

Números do USDA apontam que entre os seis maiores Estados produtores de arroz, apenas a Califórnia terá uma safra maior este ano. Em Arkansas, por exemplo, a quebra na produção será de 32% devido às fortes chuvas registradas em abril e maio.

A baixa produção norte-americana nesta safra já influencia as cotações futuras do arroz negociadas em Chicago. Nas duas últimas semanas, os preços atingiram o maior nível diante do receio da retração na oferta dos EUA, hoje maior exportador mundial do cereal.

No entanto, os fatores climáticos não limitam a oferta apenas nos EUA. Na Tailândia, recentes inundações podem destruir cerca de 5 milhões de toneladas de arroz branqueado, segundo informações do próprio País. No Vietnã, mais de 27 mil hectares de arroz também foram afetados pelas chuvas. Atrás apenas dos EUA, Tailândia e Vietnã são responsáveis pelos principais embarques do grão no mundo.    

Apesar das baixas mundiais na produção de arroz, dados do USDA estimam que a produção global do grão branqueado deste ano pode ser a maior da história, chegando a 461,4 milhões de toneladas. Já o Instituto de Pesquisa Internacional do Arroz, nas Filipinas, prevê um número 1,4% menor, com 455 milhões de toneladas de arroz, número ainda recorde para o cereal.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário