Uva: Oferta paulista afeta cotações no Vale do São Francisco

Publicado em 22/02/2018 12:29 52 exibições

Mesmo com a oferta controlada na região do Vale do São Francisco (PE/BA), os preços de uvas com sementes se reduziram neste mês. Fevereiro é, tradicionalmente, um período de maior oferta de uvas finas para as regiões de São Miguel Arcanjo (SP) e Pilar do Sul (SP) e, neste ano, não foi diferente. Devido à maior proximidade com importantes centros atacadistas, como o ceasa de Campinas e a Ceagesp, as uvas produzidas no estado de São Paulo conseguem chegar aos consumidores por valores mais acessíveis.

Além disso, com a demanda enfraquecida neste mês, o ritmo de vendas na praça nordestina foi impactado – mesmo que o volume disponível de itália e benitaka esteja reduzido no Vale. Assim, a média da uva itália, na região, foi de R$ 2,21/kg na primeira quinzena de fevereiro (01 a 16/02), valor 34% menor em relação à média de janeiro, quando a oferta era consideravelmente menor nas praças paulistas. As médias para a mesma variedade, na parcial de fevereiro, foram de R$ 2,98/kg em São Miguel e de R$ 2,75/kg em Pilar do Sul. Ainda assim, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, produtores paulistas consideraram os preços médios aquém das expectativas.

Para março, com a redução da oferta de uvas finas nas praças paulistas e um possível mercado mais aquecido, espera-se uma melhora de preços na região do Vale do São Francisco. Para o próximo mês, também é esperado que se inicie a colheita em Marialva (PR) – mas o volume ainda deve ser baixo, ao menos no início. Assim, os preços não devem ser impactados consideravelmente no Nordeste.

Confira mais informações no site www.hfbrasil.org.br

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário