Uva/Cepea: Preços firmes no Vale e preços baixos no Sudeste marcam as primeiras comercializações de 2022

Publicado em 17/01/2022 10:06 22 exibições

Produtores de uva de mesa já vislumbram um ano desafiador para a qualidade e cotações de suas colheitas. No Sudeste, a oferta de niagara é alta e a demanda restrita, o que já impacta nos preços e no escoamento. Na última semana (10 a 14/01), em São Miguel Arcanjo (SP), a rústica foi vendida à média de R$ 2,15/kg, queda de 14% em relação à semana passada. Já no Nordeste, o cenário é oposto: as chuvas limitam a oferta, e a demanda acaba superando-a, de forma que, no Vale do São Francisco (PE/BA), a uva branca sem semente embalada foi vendida a R$ 11,90/kg em média, representando estabilidade na mesma comparação.

A previsão geral é de preços firmes no primeiro semestre para as uvas finas, o que não é garantia de rentabilidade positiva, já que os custos subiram, e muitos tiveram perdas significativas na produção devido às chuvas, principalmente no Vale.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário