Drawback segue como destaque no penúltimo card da série “Na Trilha do Cacau” 

Publicado em 20/01/2022 14:07 54 exibições
Infográfico apresenta comparativo que demonstra a importância do regime para a competitividade da indústria nacional

Depois de apresentar aos leitores informações sobre o funcionamento do drawback e a sua importância para a cadeia do cacau, o oitavo e penúltimo card da série “Na Trilha do Cacau” traz novas informações a respeito do sistema. O regime que consiste na suspensão ou eliminação de tributos fiscais das importações, permite que as indústrias brasileiras possam atender a seus clientes no mercado internacional de forma competitiva, gerando divisas para a economia brasileira e para a cadeia de suprimentos de cacau. 

O card apresenta uma tabela comparativa que mostra o custo de alguns dos principais tributos e taxas necessários para a importação, em dois cenários distintos: um com o drawback e outro sem o regime.  “Sem o drawback os custos para exportar derivados seriam muito mais altos, prejudicando a competitividade da indústria. Sem falar que se não houvesse importação de amêndoas para atender aos clientes internacionais, as fábricas brasileiras operariam com um nível de ociosidade que  inviabilizaria o funcionamento delas”, explica Anna Paula Losi, diretora-executiva da AIPC.

CARD-8 (1)
O Drawback. Fonte: AIPC

Sobre a série:

Com material inédito produzido pela Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC) e lançado todas as quintas-feiras, a série “Na Trilha do Cacau” aborda temas sobre o cacau no país, como fatos históricos, produtividade, funcionamento da cadeia, desafios e as perspectivas para o setor. A última postagem será feita semana que vem, mas você pode conferir o conteúdo completo da série, disponível para download, no site da AIPC: www.aipc.com.br/materiais/.
 

Tags:
Fonte:
AIPC

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário