Vale do Mirtilo: boa produção e renda constante para o produtor

Publicado em 20/01/2022 16:26 81 exibições

Uma parceria entre Avance Hub, Coplacana, WBGI e Esalqtec foi construída para estruturar o projeto Vale do Mirtilo. Cada integrante atua de acordo com as suas especialidades e juntos conseguem proporcionar aos produtores rurais uma nova possibilidade de cultivo. O ponto de atenção do projeto é que 70% do consumo brasileiro de mirtilos é importado.

O grande diferencial é a vitrine tecnológica que permite que o produtor  conheça toda a operação e entenda o processo do cultivo do fruto. No espaço da Esalqtec destinado ao Vale do Mirtilo estão disponíveis as 2.400 plantas de variedades diferentes e é o local que todos os testes de inovação são realizados por meio dos bioinsumos, manejo, podas, fertirrigação e irrigação.

"Escolhemos trabalhar nesse ambiente inovador, onde faz menção à academia, instituição de ensino, e aos empreendedores que lá estão para trazer novas tecnologias, oportunidades de conhecimento e inovação", conta Klever Coral, superintendente de inovação da Coplacana.

Na prática, a plantação de mirtilo não ocupa grandes espaços, os produtores rurais que quiserem trabalhar com esta cultura necessitam ter disponível apenas um hectare ou até menos para iniciar o cultivo de mirtilo.  Cada hectare é capaz de produzir 10 toneladas por ano. Além disso, a fruta fornece boa produção e renda constante para o agricultor.

"O projeto foi estruturado para atender as necessidades do cooperado que quer se aventurar no mirtilo. Prevemos a parte de assistência e treinamentos para que possamos maximizar nossa chance de sucesso de produção. Além disso, a Coplacana será responsável pela comercialização dos frutos, permitindo que o produtor tenha certeza que sua produção será vendida ao final da safra e por um preço justo", afirma Mariane Natera, analista de inovação do Avance Hub.

A fruta está passando por um aumento expressivo no país, tanto no consumo, quanto na exportação, por isso a iniciativa de trabalhar e agregar valor ao alimento, principalmente aos pequenos e médios produtores, surgiu como uma nova oportunidade de renda.

A Coplacana fica responsável pela assistência técnica, comercialização dos insumos e mudas que são certificadas e auferidas pelo técnico da cooperativa. Além disso,  a cooperativa fará a comercialização dos frutos produzidos por seus cooperados.

Tags:
Fonte:
Assessoria de Comunicação

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário