Suco de Laranja: FDA nega pedido de flexibilização do carbendazim

Publicado em 17/02/2012 10:25 e atualizado em 17/02/2012 11:55 956 exibições
A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos - FDA - negou o pedido da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos, a Citrus BR, de flexibilizar os limites do carbendazim até junho de 2013 e informou ainda que manterá os testes nas amostras de suco para verificar resíduos do fungicida. 

A FDA divulgou essas informações por meio de uma carta encaminhado ao advogado da CitrusBR, Melvin Drozen, onde todas as considerações e sustentações feitas pela associação brasileira foram derrubadas e os pedidos, negados. 

Uma dessas sustentações era a existência de outros contaminantes em alimentos, como traços de metais pesados em sucos de frutas importados pelos EUA. Porém, a resposta dos norte-americanos é de que a diferença é que o carbendazim é aplicado pelo homem, enquanto os metais pesados estão no meio ambiente. 

Um dos pedidos feitos pela CitrusBR é a avaliação diferenciada para o suco concentrado e congelado (FCOJ) e o suco fresco (NFC), já que o segundo contém mais água e o pesticida acaba se diluindo mais também. O requerimento também foi negado pela FDA. 

Segundo a associação norte-americana, os apelos foram negados com base nos estudos do professor especializado em comércio internacional Thomas Pursa, da Rutgers University. 

“Sem a fiscalização, não poderíamos garantir que a oferta de alimentos está protegida contra os resíduos químicos ilegais de pesticidas em alimentos importados e, se nossa ação é inconsistente, haveria uma vantagem injusta aos que não tomaram as medidas necessárias para garantir que a comida oferecida para a venda nos Estados Unidos está em conformidade com a lei”, informa a FDA. 

O número atualizado de cargas de suco de laranja rejeitadas pelos Estados Unidos é de 24 e 12 delas são do Brasil. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário