Citros: Tahiti já é negociada a R$ 100/cx em SP

Publicado em 06/08/2020 16:02 112 exibições

Os preços da lima ácida tahiti, que já acumulavam altas consecutivas, dispararam entre o final de julho e o início de agosto, registrando recordes nominais para o período, em toda a série histórica do Hortifruti/Cepea (iniciada em 1996). Em julho, os valores médios chegaram a R$ 60,84/cx de 27 kg, colhida, alta expressiva de 141,92% frente ao mesmo período de 2019. Contudo, nesta semana (03 a 05/08), a caixa da fruta já tem sido negociada a R$ 100,00 em algumas roças paulistas.

Estes avanços estão fundamentandos, principalmente, no baixo volume de frutas disponíveis nos pomares. Com as poucas chuvas nas principais praças produtoras do estado de São Paulo, o tamanho dos frutos está comprometido, não atingindo os padrões demandados tanto pelo mercado doméstico quanto pelo externo.

Deste modo, a expectativa é que as cotações permaneçam altas no decorrer de agosto, até a intensificação da colheita. A qualidade, por sua vez, deve ser um ponto favorável à variedade, já que, apesar do baixo calibre, apresenta boa coloração e ausência de problemas fitossanitários.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário