Atual entressafra de leite deve ser ainda menos ofertada, aponta Itaú BBA

Publicado em 20/01/2022 14:12 79 exibições
De acordo com análise da instituição, além do período já ser de menor captação, estiagem na região Sul do país complica mais a situação

Segundo análise divulgada pelo banco Itaú BBA nesta quinta-feira (20), a tendência já conhecida de menor oferta de leite nos próximos meses, a entressafra, deve ser agravada pelos efeitos da estiagem na Região Sul, que prejudicou o vigor das pastagens, a qualidade das silagens e trouxe perdas na primeira safra de grãos. Especificamente no Rio Grande do Sul, conforme o reporte do banco, a Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RS) estimou recuo de 1,66 milhão de litros captados por dia, para uma produção da ordem de 11 milhões de litros/dia.

No caso da alimentação dos animais, com as predas já registradas na primeira safra, os custos dos concentrados nas rações tendem a crescer, não só na Região Sul, já que os preços também subiram em outras áreas, embora em proporções diferentes.

Desda forma, a margem do produtor deve continuar apertada devendo pressionar ainda mais aqueles que já vinham com maiorfragilidade financeira após o difícil ano passado. "Produtores com melhores controles financeiros e que estão e em regiões que sofreram menos problemas climáticos ou que reúnam essas condições e ainda possuam sistemas menos intensivos em ração tendem a enfrentar menos dificuldades" aponta o banco.

Existe a possibilidade, de acordo com analistas do banco, que a partir da metade do ano, com a colheita da safrinha de milho que só está começando a ser semeada, os preços do insumo melhores.Mas até lá, o quadro para os elos demandantes de ração ficou mais complicado.

Pelo viés da indústria, a menor captação deverá a acirrar a disputa pela matéria-prima, ao mesmo tempo em que a precificação dos derivados deve seguir difícil em meio à deterioração das expectativas econômicas.

"As empresas que acessam o mercado externo poderão ter um canal de escoamento mais interessante com o preço internacional do leite em pó acima dos USD 4.000/t além do câmbio desvalorizado favorecendo
o resultado em moeda nacional. Já para o mercado doméstico, sendo um ano eleitoral, uma melhora da demanda pode vir caso seja implementado um auxílio financeiro governamental, mas ainda assim sua eficácia dependeria da potência dessa ajuda" ressalta a análise.

Fonte:
Notícias Agrícolas + Iatú BBA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário