Argentina: Greve no Porto de Rosário caminha para o 11º dia e já causa prejuízos

Publicado em 12/03/2012 15:39 558 exibições
Há 11 dias uma greve no Porto de Rosário, na Argentina, está atrasando a exportação de milhões de dólar em mercadorias. 

Segundo informações do gerente geral da Câmara de Comércio de San Lorenzo, Gabriel Albo, as operações já foram suspensas em vários complexos portuários na grande Rosário. 

Atualmente, a Argentina é o segundo maior exportador mundial de milho, o terceiro de soja em grãos e o primeiro de farelo e óleo. Essas paralisações  interrompem a maior parte das exportações de grãos do país e podem ter um efeito cascata no mercado internacional. 

A colheita da soja está começando na Argentina e isso faz com que, a cada dia, aumente as ofertas da oleaginosa que chegam ao porto. Esse movimento deverá forçar as negociações entre autoridades e representantes da greve. No fim do dia, ainda hoje, o sindicato dos trabalhadores marítimos (SOMU) e os exportadores devem se reunir para buscar soluções que possam resolver o impasse. 

Essa greve, segundo informações da Câmara dos Portos Privados (CPPC), já teria impedido o carregamento de, pelo menos, US$ 400 milhões em produtos agrícolas. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário