Negociações sobre clima global promovem medidas para reduzir metano e desmatamento

Publicado em 02/11/2021 10:20 56 exibições

Logotipo Reuters

Por Jake Spring e William James

GLASGOW (Reuters) - Os líderes da conferência global do clima COP26 em Glasgow se comprometeram a interromper o desmatamento até o final da década e reduzir as emissões do potente gás metano do efeito estufa.

Enquanto as grandes potências trocam culpas pela incapacidade do mundo de chegar a um acordo sobre reduções rápidas no uso de combustíveis fósseis para limitar o aquecimento global a níveis controláveis, há pelo menos sinais de determinação em outras áreas.

Quase 90 países se juntaram a um esforço liderado pelos EUA e pela União Europeia para reduzir as emissões de metano em 30% até 2030 em relação aos níveis de 2020, disse um alto funcionário do governo Biden antes de um anúncio formal na terça-feira.

O metano tem vida mais curta na atmosfera do que o dióxido de carbono, mas é 80 vezes mais potente no aquecimento da Terra. Como resultado, reduzir as emissões do gás, que se estima ter respondido por 30% do aquecimento global desde os tempos pré-industriais, é uma das formas mais eficazes de desacelerar as mudanças climáticas.

O Compromisso Global do Metano, que foi anunciado pela primeira vez em setembro, agora inclui metade dos 30 principais emissores de metano, respondendo por dois terços da economia global, de acordo com o funcionário dos EUA.

Entre os novos signatários a serem anunciados nesta terça-feira está o Brasil - um dos cinco maiores emissores mundiais de metano, gerado no aparelho digestivo das vacas, nos resíduos de aterros e na produção de óleo e gás. Três dos outros - China, Rússia e Índia - não se inscreveram, enquanto a Austrália disse que não apoiará a promessa.

A humanidade também aumentou os gases de efeito estufa na atmosfera ao derrubar as florestas que absorvem cerca de 30% das emissões de dióxido de carbono, de acordo com a organização sem fins lucrativos World Resources Institute.

Em 2020, o mundo perdeu 258.000 km2 de floresta - uma área maior do que o Reino Unido, de acordo com o Global Forest Watch do WRI.

'MASSACRE DE SERRA DE CORRENTE'

Mais de 100 líderes nacionais se comprometeram na segunda-feira a deter e reverter o desmatamento e a degradação da terra até o final da década, sustentados por US$ 19 bilhões em fundos públicos e privados para investir na proteção e restauração de florestas.

"Vamos acabar com este grande massacre global de motosserras fazendo com que a conservação faça o que sabemos que pode fazer e também forneça empregos e crescimento sustentáveis a longo prazo", disse o primeiro-ministro britânico Boris Johnson.

A COP26 visa manter viva a meta de limitar o aquecimento global a 1,5 graus Celsius acima dos níveis pré-industriais para evitar danos ainda maiores das ondas de calor intensificadas, secas, tempestades, inundações e danos costeiros que a mudança climática já está causando.

Sob o acordo, 12 países se comprometeram a fornecer US$ 12 bilhões de financiamento público entre 2021 e 2025 para os países em desenvolvimento restaurarem terras degradadas e combater os incêndios florestais.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Aloísio Brito Unaí - MG

    No mínimo, é para rir.. Tudo interesse para vender tecnologia avançada nas fontes eólicas e veículos elétricos. O lobby desses caras é gigante. Tem respaldo científico, mas esses países desenvolvidos não são inocentes. Bilionários como Bill Gates e muitos outros, que financiam o governo americano, estão por trás das empresas de hambúrgueres a base de vegetal e das empresas de Carne de laboratório. Veja que a Austrália não entra nessa. Lembrando que a fonte de energia desses países desenvolvidos, em sua maioria, é carvão mineral e atômica. Alemanha e tantas outras nações, a principal fonte de energia é carvão mineral. Mas a Alemanha é uma das maiores produtoras e exportadora da tecnologia eólica. Os Chineses não são tolos e os Russos querem as florestas da Venezuela e Bolívia para eles poderem financiar o narcotráfico por lá, para poder manter os parceiros ditadores de pé.

    9
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Assistindo toda essa confusão na COP 26, fico até feliz !!! ... Por que? ??? ... A Europa é chamada de "velho mundo" e, lá ... todos sabem que não existe nada preservado. Ou seja, eles "debulharam" tudo, num tempo onde a ignorância era a mãe da lógica e da razão. ... Atualmente, vemos os países, ex-colonias dos países do "velho mundo", querendo progredir mas, sofrem restrições de toda ordem... Mas, isso não é nada .... IMAGINE ... QUANDO FOREM COLONIZAR A LUA E MARTE ... QUE LEIS VÃO SER PROMULGADAS SOBRE "MEIO AMBIENTE" !!! ... DAÍ A MINHA FELICIDADE POIS, NÃO VOU ESTAR AQUI PRA VER ATÉ ONDE VAI A INSENSATEZ DO SER HUMANO !!! ... KKKKKKKKKKKK

      10