Milho: EUA perdem vendas da Coréia para Brasil e Argentina em 2012

Publicado em 15/01/2013 09:19 683 exibições
A Coréia do Sul, terceiro maior comprador mundial de milho, está migrando para fornecedores mais baratos do cereal, como Brasil e Argentina e diminuindo as compras de seu principal vendedor, os Estados Unidos. O país asiático é responsável por mais da metade das exportações dos norte-americanos.

Segundo informações do site do Serviço Aduaneiro da Coréia do Sul, os embarques de milho dos EUA para o país caíram para o menor volume dos últimos sete anos, com 2,84 milhões de toneladas embarcadas em 2012. Em 2011, as vendas somaram 6,02 milhões de toneladas.
Enquanto isso, as vendas do Brasil para o país asiático em 2012 saltaram de 122.707 toneladas para 1,96 milhões de toneladas. Os embarques da Argentina subiram de 1957 toneladas para 1,08 milhões de toneladas no mesmo período.

Em entrevista à agência Bloomberg, o vice-gerente geral da Nonghyup Feed Inc., Lee Tae Woong, disse que para 2013 a expectativa é de que os compradores continuem procurando fornecedores de milho fora dos Estados Unidos. "No longo prazo, os compradores coreanos vão continuar a diversificar as fontes de importação, e pode ser difícil ver os EUA recuperarem 80% a 90% desse mercado”, afirma.

Preços

Em 10 de agosto de 2012 os preços do milho chegaram a US$8,49/bushel após a seca que atingiu os EUA. Desde então, as cotações recuaram 18% na Bolsa de Chicago com a queda da demanda pelo cereal norte-americano que migraram para ofertas mais baratas. Ontem (14), o Goldman Sachs reiterou sua previsão de que os preços do milho podem subir para US$8,25/bushel nos próximos três meses, porém o banco afirmou que os EUA precisam de condições climáticas melhores para recuperação na próxima safra.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário