Milho na Semana: Com alta do dólar, preços registram alta no mercado interno

Publicado em 21/06/2013 16:29 726 exibições

Os preços do mercado de brasileiro de milho tiveram uma semana de alta com a valorização do dólar e as chuvas em regiões produtoras, que atrapalharam a colheita, mas colaboraram com o aumento dos preços.

No Porto de Santos, as sacas foram negociadas entre R$ 29,50 e R$ 30,00. No Porto de Paranaguá os preços ficaram entre R$ 28,00 e R$ 28,50. Em Cascavel (PR), as cotações comprador/vendedor variaram entre R$ 23,00 e R$ 25,00. Na cidade de Erechim (RS), o preço das sacas foi de R$ 26,00 e R$ 27,00. Na Mogiana, em São Paulo, os preços foram de R$ 23,00 e R$ 24,00. Em Campinas CIF, a saca ficou entre R$ 26,00 e R$ 26,50. No município de Uberlândia (MG), preços a R$ 23,00 e R$ 24,00. Em Rio Verde (GO), as sacas ficaram entre R$ 20,00 e R$ 21,00.

 De acordo com a última estimativa da Safras & Mercado, a safrinha de 2013 deve atingir um volume recorde, com 45,809 milhões de toneladas, superando o recorde de 2012, de 37,976 milhões de toneladas.

O recorde de produção este ano se deve a expectativa de aumento de 17,8% na área de plantação, chegando a 8,205 milhões de hectares, enquanto em 2012 a área plantada foi de 6,963 milhões de toneladas. "O maior crescimento é registrado em Goiás, de 44,1%, cultivando 1,013 milhão de hectares, seguido pelo Mato Grosso, de 27,1%, com área plantada de 3,594 milhões de hectares", afirma Paulo Molinari, analista do SAFRAS & Mercado. Em toda a região Centro-Sul do país, 0,7% da área prevista já foi colhida.

O estado do Mato Grosso deve produzir 19,050 milhões de toneladas, mantendo o posto de maior estado produtor de milho safrinha do Brasil, seguido pelo Paraná, com uma colheita de 12,458 milhões de toneladas.

A safrinha deste ano deve atingir uma produtividade média de 5.583 quilos por hectares, um pouco acima dos 5.453 quilos por hectare do ano passado. Segundo Molinari o Paraná deve ter a maior produtividade média, com 6.158 quilos por hectare.

Tags:
Por:
Paula Rocha
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário