Preços baixos do milho da safra 2013/14 reduziram a margem de lucro do produtor

Publicado em 23/12/2013 13:43 799 exibições

O cenário do milho em 2013 foi marcado por recorde produtivo, preços baixos e gargalos logísticos em Mato Grosso. De forma geral, as lavouras de milho apresentaram-se com bom desenvolvimento. Devido à presença de chuvas favoráveis em praticamente todo o ciclo da cultura, os resultados foram favoráveis dentro da porteira.

O Estado cultivou 3,7 milhões de hectares, apresentando altas produtividades, com média de 102 sc/ha, impulsionando o recorde produtivo de milho de 22,53 milhões de toneladas. Com essa produção, o Estado tornou-se o maior produtor nacional de milho na safra 2012/13. O problema ocorreu fora da porteira. Devido à pressão da superoferta interna e mundial, os preços do cereal despencaram no Brasil e no mundo.

O Estado encerrou o ano com média de R$ 13,72/sc. As baixas cotações foram sentidas também na comercialização do produto.

O ritmo das vendas antecipadas foi reduzido. Na tentativa de sustentação do preço do cereal e garantia de escoamento para aliviar a pressão da grande oferta, o governo realizou os leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro), que comercializou 8,36 milhões de toneladas de milho mato grossense.

Leia a matéria na íntegra no site Uagro

Tags:
Fonte:
Uagro

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário