Milho: Bolsa de Chicago segue tendência do dia e fecha terça-feira com pouca movimentação

Publicado em 11/12/2018 17:42 e atualizado em 12/12/2018 09:05
163 exibições

LOGO nalogo

Após operar por todo o dia muito próxima da estabilidade, a Bolsa de Chicago (CBOT) finalizou na terça-feira (11) apresentando preços do milho com pouquíssima variação. Dessa maneira as principais cotações registraram valorizações entre 0,6 e 1 ponto por voltas das 17h45 (horário de Brasília). O vencimento dezembro/18 fechou cotado a US$ 3,74 por bushel e o março/19 trabalhava a 3,85 por bushel.

Nesta terça-feira o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou seu novo boletim mensal de oferta e demanda e, como já vinha sendo esperado pelos analistas e consultores de mercado, as mudanças apresentadas neste relatório foram bastante tímidas. No caso do milho, o USDA fez alguns ajustes nos dados da temporada 2018/19. Os estoques finais subiram para 45,24 milhões de toneladas, e ficaram dentro das amplas expectativas do mercado de 40,26 a 52,28 milhões de toneladas. 

O departamento também reduziu sua estimativa para o uso do cereal na produção de etanol de 143,52 para 142,25 milhões de toneladas, e reduziu as importações de milho para 1,14 milhões de toneladas. 

Mercado Interno

As cotações do milho no mercado interno também permaneceram, em sua maioria, estáveis ao longo dessa segunda-feira. Segundo levantamento da equipe do Notícias Agrícolas, as únicas praças que registraram baixa foram Rondonópolis (MT) com queda de 1,92% e preço de R$ 25,50 e São Gabriel do Oeste (MS) com desvalorização de 3,77% e preço de R$ 25,50.

Já as altas foram registradas nas cidades de Campinas (SP) 1,40%, Itiquira (MT) 2,17%, Alto Garças (MT) 2,27% e Primavera do Leste (MT) 2,27%. Nessas cidades os preços ficaram, respectivamente, em R$ 35,46, R$ 23,50, R$ 22,50 e R$ 22,50.

De acordo com a Spinelli Investimentos, o mercado físico do milho segue com baixa movimentação, o que tem refletido em poucas variações de preço. O dólar está relativamente firme, o que confere alguma firmeza para as cotações do cereal.

Confira as cotações do milho para esta terça-feira:

>> MILHO

Dólar

A moeda americana encerrou a terça-feira com leve alta ante ao real com avanço de 0,05%, a 3,9207 reais na venda, depois de bater a mínima de 3,8892 reais logo após a abertura. A máxima registrada aconteceu pela tarde, 3,9239 reais.

Segundo a Agência Reuters, a atuação do Banco Central no mercado de câmbio atenuou as preocupações do exterior reforçadas no período vespertino pelo Brexit e ameaças do presidente Donald Trump de paralisação do governo norte-americano. "É muita indefinição. Ninguém tem a menor ideia de qual será o resultado e isso traz ansiedade e cautela", disse o diretor da corretora Mirae Asset, Pablo Spyer, se referindo à notícia de que parlamentares do partido da primeira-ministra britânica, Theresa May, estão confiantes de que conseguiram o número suficientes de cartas para provocar um voto de não confiança sobre a liderança da premiê, disse a sub-editora de política da emissora Sky News nesta terça-feira.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário