Milho: Bolsa de Chicago permanece próxima da estabilidade, mas com leves altas

Publicado em 14/01/2019 12:14 e atualizado em 14/01/2019 17:53
115 exibições

LOGO nalogo

Após abrir a segunda-feira (14) apresentando leves baixas, os preços internacionais do milho seguem operando muito próximos da estabilidade, porém apresentando leves altas ao longo deste primeiro dia da semana. As principais cotações futuras operam com valorizações entre 0,25 e 0,50 pontos por volta das 11h44 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado à US$ 3,78 e o maio/19 valia US$ 3,87.

Segundo análise de Tony Dreibus da Successful Farming, a paralisação parcial do governo americano entrou agora em sua quarta semana e é oficialmente a mais longa já registrada, deixando os traders, analistas e produtores sem dados fundamentais sobre os quais negociar. Os relatórios de vendas de exportação do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) foram suspensos desde a terceira semana de dezembro, e não há nenhum alívio à vista enquanto o presidente Donald Trump e os democratas continuam a poupar o financiamento do muro de fronteira com o México. Sem notícias fundamentais, o investidor parece hesitante em obter contratos muito longos.

B3

A bolsa brasileira acompanha a tendência internacional e opera com as cotações do milho apresentando leves altas nessa segunda-feira. Os principais preços futuros registram valorizações entre 0,39% e 1,11% por volta das 11h29 (horários de Brasília). O vencimento janeiro/19 era cotado à R$ 38,75 e o março/19 valia R$ 39,91.

De acordo com o Radar Spinelli Investimentos, boa parte dos participantes do mercado estão atentos à evolução da colheita da soja e os reflexos disto no mercado físico do milho. Por enquanto, ainda há firmeza para boa parte das regiões produtoras. Além disto, os movimentos do dólar merecem atenção com a paralisação do governo dos Estados Unidos.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário