Quedas do milho se acentuam em Chicago nesta quarta-feira com investidores desanimados

Publicado em 06/03/2019 12:22 e atualizado em 06/03/2019 17:52
323 exibições

LOGO nalogo

A Bolsa de Chicago (CBOT) intensificou as quedas nos preços futuros do milho ao longo dessa quarta-feira (06). As principais cotações registravam desvalorizações entre 1,25 e 1,50 pontos negativos por volta das 11h59 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a US$ 3,64, o maio/19 valia US$ 3,74 e o julho/19 era negociado por US$ 3,83.

Segundo análise de Tony Dreibus da Successful Farming, os componentes do mercado estavam otimistas em relação a um acordo comercial ainda para essa semana, mas tem havido poucas notícias de Washington ou Pequim nos últimos dias. Sem novas notícias sobre as negociações, que estão sendo concluídas esta semana, os investidores estão sentados nos bastidores.

O ministro do Comércio da China, Zhong Shan, disse que as negociações com os Estados Unidos foram "muito difíceis" e "muito desgastantes", segundo o jornal The South China Morning Post.

As negociações já ultrapassaram o prazo de 01 de março estabelecido pela Casa Branca, que atrasou a implementação de um aumento nas tarifas para 25% do seu nível atual de 10%, que deve entrar em vigor no início do mês. Esse é um bom resultado, que deu sinal de que um acordo estava próximo.

Reportagens da mídia disseram que os presidentes Donald Trump e Xi Jinping se reunirão no final deste mês na Flórida para assinar um acordo.

B3

Já a bolsa brasileira opera com expediente reduzido nesta quarta-feira de cinzas. O vencimento março/19 era cotado a R$ 42,40, o maio/19 valia R$ 39,35 e o julho/19 era negociado por R$ 35,80 por volta das 12h21 (horário de Brasília).

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Florisvaldo Bastos da silva Brejoes - BA

    Nós, produtor de café, estamos pagando para trabalhar...

    0