Milho intensifica ganhos na Bolsa de Chicago ao longo dessa terça-feira

Publicado em 12/03/2019 12:13 e atualizado em 12/03/2019 17:09
445 exibições

LOGO nalogo

A Bolsa de Chicago (CBOT) registra elevações nos preços futuros do milho internacional ao longo dessa terça-feira (12). As principais cotações registravam valorizações entre 2,25 e 2,75 por volta das 11h47 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a US$ 3,55, o maio/19 valia US$ 3,63 e o julho/19 era negociado por US$ 3,73.

As pequenas altas do milho se mantem apesar de, segundo Tony Dreibus da Successful Farming, produtores, traders e analistas começarem a imaginar se um acordo comercial vai ou não ser concretizado, já que nem Washington nem Pequim divulgaram muitas informações desde as negociações, há duas semanas.

Agências de notícias disseram que os presidentes Donald Trump e Xi Jinping iriam se reunir no final deste mês para discutir, mas nenhuma notícia veio da Casa Branca nem do Representante Comercial dos EUA, deixando os observadores do mercado em um estado de limbo.

A agência estatal de notícias Xinhua informou que Liu He, vice-primeiro-ministro da China, e negociadores dos EUA estão trabalhando no próximo passo das negociações. A empresa disse que Liu, o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, discutiram em um telefonema a redação de um acordo proposto.

Enquanto isso, as inspeções de exportação para o milho caíram semana a semana, enquanto os exames de soja e trigo aumentaram, de acordo com o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

As avaliações de milho caíram para 765.618 toneladas nos sete dias que terminaram em 7 de março, disse o USDA em um relatório. Isso é de 865.617 toneladas na semana anterior e de 1,38 milhão de toneladas na mesma semana em 2018.

As inspeções de milho desde o início da campanha de comercialização em 1º de setembro estão em 26,6 milhões de toneladas, ainda bem acima do ritmo do ano anterior de 20,4 milhões de toneladas, disse o governo.

B3

Por outro lado, a bolsa brasileira registra quedas na maioria dos preços do milho nessa terça-feira. As principais cotações apresentam movimentações entre 2,06% negativo e 0,41% positivo por volta das 12h08 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a R$ 41,40, o maio/19 valia R$ 37,85 e o julho/19 era negociado por R$ 34,89.

A Radar Investimentos destaca que esse já é o segundo dia consecutivo com as cotações do milho caindo na B3.

Ainda nessa terça-feira, a Conab duvulgou que a segunda colheita do milho tem a expectativa de que a produção chegue a 66,6 milhões de toneladas, volume 23,6% superior ao registrado na safra passada.

Confira a íntegra do relatório da Conab:

>> Conab corta safra de soja do Brasil para 113,5 milhões de t; queda de 4,9%

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário