Estabilidade em Chicago permanece no milho e mercado aguarda movimentações de EUA e China

Publicado em 08/04/2019 12:02 e atualizado em 08/04/2019 17:09
158 exibições

LOGO nalogo

A Bolsa de Chicago (CBOT) segue operando próxima à estabilidade para os preços internacionais do milho futura nessa segunda-feira (08). As principais cotações registravam valorizações entre 0,25 e 0,75 ponto por volta das 11h44 (horário de Brasília).

O vencimento maio/19 era cotado à US$ 3,63, o julho/19 valia US$ 3,71 e o setembro/19 era negociado por US$ 3,79.

O analista Tony Dreibus, da Successful Farming, aponta que o milho segue poucas movimentações já que os comerciantes ainda aguardam notícias sobre um acordo comercial entre os Estados Unidos e a China.

Há relatos de que as negociações correram bem e os lados estão próximos de um acordo, mas até agora não foi anunciado um novo encontro entre os presidentes Donald Trump e Xi Jinping. Os dois devem se reunir para concluir as negociações e assinar um acordo comercial.

A Agência Reuters informa ainda que as preocupações dos produtores americanos com possíveis atrasos para o plantio do milho seguem aumentando. “Os meteorologistas preveem que uma tempestade com chuva, e talvez até neve em alguns lugares, atingirá o centro-oeste dos EUA esta semana, atrasando ainda mais o plantio de milho”, diz Naveen Thukralda Reuters Cingapura.

B3

A mesma tendência dá as cartas na bolsa brasileira nessa segunda-feira, com as principais cotações registrando valorizações entre 0,03% e 0,39% por volta das 11h57 (horário de Brasília).

O vencimento maio/19 era cotado à R$ 35,94, o julho/19 valia R$ 33,50 e o setembro/19 era negociado por R$ 34,30.

De acordo com a Radar Investimentos, as cotações do milho ficaram de lado desde a última semana, com os compradores se abastecendo relativamente bem. Eles devem voltar à atividade em meados da semana. Por outro lado, o vendedor não mostra pressa em negociar.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário