Milho segue estável em Chicago nesta sexta-feira

Publicado em 20/09/2019 12:04 e atualizado em 20/09/2019 16:56
206 exibições
Cotações tentam se manter firmes e mercado reage pouco às informações

LOGO nalogo

A estabilidade segue presente na Bolsa e Chicago (CBOT) para os preços internacionais do milho futuro nesta sexta-feira (20). As principais cotações registravam movimentações máximas de 0,75 pontos positivos por volta das 11h52 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,73 com alta de 0,75 pontos, o março/20 valia US$ 3,84 com ganho de 0,75 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 3,92 com elevação de 0,75 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 3,98 com valorização de 0,50 pontos.

Segundo informações da Farm Futures, os preços do milho estão tentando se manter firmes, com um volume muito baixo da noite para o dia. O milho de dezembro estourou sua tendência de baixa de julho a setembro esta semana, mas precisa de um movimento de mais de US $ 3,81 para provocar mais compras de traders.

“A relativa falta de reação do mercado as notícias sobre a exportação americana reflete o início lento da temporada de vendas. Os compromissos de milho estão no nível mais baixo em 15 anos em meados de setembro. Ainda assim, a base de milho firmou meio centavo, em média, devido às ofertas mais fortes no oleoduto de exportação”, comenta o analista de grãos Bryce Knorr.

As vendas de exportação na semana passada, de 63,5 milhões de bushels, foram ainda mais fortes do que o esperado devido às compras pesadas anunciadas anteriormente do México. O Japão também avançou com as compras antes do relatório do USDA em 12 de setembro.

B3

A bolsa brasileira também registra poucas movimentações nesta sexta-feira, com as principais cotações flutuando entre 0,24% e 0,73% por volta das 12h02 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/19 era cotado a R$ 39,77 com alta de 0,43%, o janeiro/20 valia R$ 41,15 com ganho de 0,73% e o março/20 era negociado por R$ 41,00 com elevação de 0,24%.

De acordo com a Radar Investimentos, o mercado físico do milho paulista mostrou maior firmeza nos últimos dias.

“O produtor está bem estocado, sem necessidade de negociar grandes volumes em curtíssimo prazo. Já o comprador pode encontrar dificuldade caso este cenário persista”, dizem os analistas.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário