Ministério da Agricultura aponta parte do milho da Argentina beneficiada por últimas chuvas e parte do país com demanda importante por água

Publicado em 26/11/2021 09:38 92 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

O Ministério de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina divulgou seu informe semanal de estimativas agrícolas atualizando seus dados para a safra de milho 2021/22. Segundo a publicação, os trabalhos de plantio da nova safra seguem avançando pelo país e atingiram os 51% do total.

Este índice avança 3 pontos percentuais com relação à semana anterior, e fica 1 ponto à frente do que era registrado neste período para a safra anterior 2020/21.

As regiões mais avançadas com os trabalhos são Pigué e Corrientes (100%), Pergamino e Rosario del Tala (93%), Saliqueló (92%), Paraná (91%), Junín e Tandil (88%), Pahuajó (86%), La Planta e Venado Tuerto (85%), General Madariaga (83%), Marcos Juárez (81%) e Rafaela (80%).

Por outro lado, as localidades ainda mais atrasadas na semeadura são Catamarca (2%), Stgo. Estero (5%), Avallaneda (16%) e Laboulaye (20%).

A área total para ser implantada segue projetada em 10,1 milhões de hectares, patamar 4,1% maior do que o registrado na temporada passada 2020/21 que teve 9,7 milhões de hectares e produziu 60,5 milhões de toneladas.

Para província de Buenos Aires, o Ministério destaca que o milho já plantado continua a crescer exponencialmente, beneficiando das chuvas da semana passada e esperando a previsão de água nos próximos dias nas delegações de Pergamino, Junín e Lincoln.

Na delegação de Marcos Juárez, o milho precoce encontra-se em estágios de 4 a 10 folhas e prevê-se que os 20% restantes sejam implantados a partir do final do mês. “Há uma janela de semeadura muito extensa, maior que a da safra passada. Observa-se aumento de área, incluindo lotes de milho sobre milho. As tarefas de fertilização estão sendo concluídas”, explica a publicação.

Na área de Rosario del Tala, o número de lotes que entram em seu período crítico começa a aumentar e a demanda por água é muito importante.

Nas delegações Rafaela e Cañada de Gómez, as condições sanitárias, de solo e climáticas favoráveis permitem um bom desenvolvimento da cultura, com uma percentagem de lotes em excelente estado.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário