Pesquisa avalia milho verde ideal para o plantio no Amazonas

Publicado em 20/04/2010 17:27 1480 exibições
A Embrapa Amazônia Ocidental, situada em Manaus, AM está conduzindo um estudo para avaliar oito cultivares de milho verde.
Segundo o pesquisador José Ricardo Pupo Gonçalves, o objetivo é encontrar materiais produtivos que alcancem a preferência do consumidor, aumentando dessa forma a oferta de milho verde no estado.O diferencial do milho colhido ainda verde, em relação ao milho maduro para grãos, conforme o pesquisador, está no rendimento do produto que, em termos de agregação de valor, possibilita ao agricultor um aumento de até 10 vezes no faturamento do plantio.

Enquanto o milho colhido para grãos garante uma rentabilidade de aproximadamente R$ 700 por hectare, o rendimento do milho verde chega a R$ 10.000. Na pesquisa estão sendo avaliados oito materiais genéticos de milho, sendo dois híbridos e seis variedades com excelência de mercado para milho verde.

Os materiais estão sendo comparados com as variedades que são plantadas no Amazonas, e a expectativa é definir a melhor época para a colheita, qual o milho tem o melhor sabor e a melhor textura, dentre outras características. Com essas informações, o produtor poderá escalonar a sua plantação, ter milho verde por um período mais prolongado e garantia de mercado.

No momento, os experimentos estão sendo feitos no campo, para saber o tamanho da planta, quantidade de espigas produzidas, quantidade de grãos e tempo de maturação. Com o objetivo de alcançar a preferência do consumidor e aumentar a aceitação do mercado, também estão sendo realizados testes de degustação.

A previsão é que as sementes estejam disponíveis para os produtores rurais dentro de dois anos.

Pesquisas com milho verde

Coordenadas pela Embrapa Milho e Sorgo, de Sete Lagoas, MG, as pesquisas com melhoramento genético testam híbridos e variedades de milho em todo o Brasil. No Amazonas, os estudos se concentraram na avaliação apenas de variedades que são mais acessíveis aos pequenos produtores rurais, permitindo que possam multiplicar as sementes e assegurar os plantios do ano seguinte.
Tags:
Fonte:
Revista Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário