Milho recua forte na BM&F depois do governo anunciar leilão de 317 mil t

Publicado em 11/11/2010 15:52
706 exibições
O governo anunciou um leilão para 317 mil toneladas de milho para o próximo dia 18. Há a possibilidade ainda do anúncio de novos leilões a frente. Refletindo esse anúncio, as cotações na BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuro) operam em forte queda nos vencimentos janeiro e março.

Apesar disso, o analista de mercado da XP Agro, Ricardo Lorenzet, acredita que o mercado sentiu o temor do anúncio de mais leilões. "E na BM&F, há o componente gráfico que acelerou as perdas em um mercado que já estava vulnerável para realizações", explica. Diante desse cenário, os compradores podem sair do mercado causando insegurança ao produtor.

Entretanto, os analistas apostam em um movimento passageiro já que o volume ofertado é pequeno e a sinalização é de estoques governamentais apertados.

Segundo o presidente da Câmara Setorial do Milho, Sebastião Gulla, a produção brasileira corre risco na produtividade final caso o La Niña influencie negativamente o clima no desenvolvimento e colheita. O Paraná prevê redução de 20% na produção de milho. Portanto, a situação para o consumo não é nada confortável, fato que deve promover sustentação às cotações.
Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário