Publicidade

Preços do petróleo sobem com sinais de recuperação, mas Covid-19 preocupa na Ásia

Publicado em 23/04/2021 18:04 116 exibições

LOGO REUTERS

Por Laura Sanicola

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram nesta sexta-feira, apoiados por dados econômicos positivos dos Estados Unidos e Europa, embora a disparada no número de casos de coronavírus na Índia continue pressionando as cotações.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,43 dólar, ou 0,7%, a 65,83 dólares por barril. Já o petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,63 dólar, ou 1,1%, para 66,11 dólares o barril.

Na semana, porém, ambas as referências acumularam perdas de cerca de 1%, devido ao novo aumento das infecções na Índia e no Japão, terceiro e quarto maiores importadores de petróleo do mundo, respectivamente.

Publicidade

"Essa consolidação dos preços acontece depois de um forte período de quatro meses de altas, que foi amplamente baseado no progresso da vacinação dos EUA --que, por sua vez, forçou algumas revisões positivas nas estimativas para a demanda global ao longo deste ano", disse Jim Ritterbusch, presidente da Ritterbusch and Associates em Galena, Illinois.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) da zona do euro registrou uma recuperação mais forte do que o esperado em abril, e mais países europeus começaram a flexibilizar lockdowns. A França anunciou que escolas reabrirão na segunda-feira.

Dados dos EUA levaram ainda mais otimismo ao cenário, uma vez que o número de norte-americanos que entraram com pedido de auxílio-desemprego atingiu uma mínima de 13 meses na semana passada.

"Os PMIs na Europa vieram realmente em nível muito alto, especialmente depois do forte relatório de desemprego dos EUA", opinou John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York.

(Reportagem adicional de Bozorgmehr Sharafedin em Londres, Sonali Paul em Melbourne e Koustav Samanta em Cingapura)

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário