Preços do petróleo sobem mais de 5% com disputa energética entre Rússia e UE

Publicado em 11/05/2022 19:07

Logotipo Reuters

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo subiram mais de 5% nesta quarta-feira depois que os fluxos de gás russo para a Europa diminuíram e a Rússia impôs sanções a algumas empresas de gás europeias, aumentando a incerteza nos mercados globais de energia.

Os preços do petróleo e do gás subiram desde que Moscou invadiu a Ucrânia em fevereiro e os Estados Unidos e seus aliados posteriormente impuseram pesadas sanções à Rússia. O comércio de petróleo foi reduzido e a Rússia ameaçou cortar o fornecimento de gás para a Europa, embora não tenha chegado a esse ponto.

Os fluxos de gás russo para a Europa via Ucrânia caíram em um quarto depois que Kiev interrompeu o uso de uma importante rota de trânsito, culpando a intervenção das forças russas de ocupação. Esta foi a primeira vez que as exportações através da Ucrânia foram interrompidas desde a invasão.

A medida levantou temores de interrupções semelhantes, mesmo com os preços já subindo. A Rússia impôs na quarta-feira sanções a 31 empresas sediadas em países que impuseram sanções a Moscou após a invasão russa da Ucrânia em fevereiro.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário