Plano Safra está pronto para ser lançado, diz ministra

Publicado em 10/06/2019 14:41 e atualizado em 10/06/2019 17:48
785 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O Plano Safra 2019/20 está pronto e poderá ser lançado tão logo ocorra a votação no Congresso de um pedido do governo de 248,9 bilhões de reais em crédito suplementar, afirmou nesta segunda-feira a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Inicialmente programado para 12 de junho, o anúncio do plano de financiamentos ao setor agrícola foi adiado por conta do atraso na votação do crédito suplementar pela Comissão Mista de Orçamento (CMO), o que, segundo a ministra, deve ocorrer entre terça-feira e quarta-feira.

"O plano está pronto para ser lançado. Assim que a gente tiver sinalização de que o Congresso votou, é uma questão só de agenda para o lançamento, mas já começa a acontecer", afirmou Tereza Cristina após participar de evento em Campinas (SP), segundo nota da pasta.

Do valor total do crédito suplementar, 10 bilhões de reais representam "recursos para equalização dos financiamentos do plano", de acordo com o ministério da Agricultura.

Tereza Cristina destacou ainda o oferecimento de novas ferramentas de crédito a médios e grandes produtores nesta temporada, mas garantiu que "pequenos agricultores estarão absolutamente protegidos".

(Por Gabriel Araujo)

Plano Safra 2018/19 acumula R$158,7 bi em contratações, alta de 6%, diz ministério

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - As contratações de crédito rural do Plano Safra 2018/19, que se encerra neste mês, atingiram 158,7 bilhões de reais no intervalo entre julho de 2018 e maio deste ano, um avanço de 6% em relação a igual período do ano anterior, informou nesta segunda-feira o Ministério da Agricultura.

O ministério destacou um aumento significativo nas contratações para investimentos, que avançaram 17% ante a safra anterior, para 40 bilhões de reais, enquanto os desembolsos para custeio, que ocupam a maior parte do plano, foram de 88,3 bilhões de reais, alta de 6%.

"De acordo com Eduardo Sampaio Marques, secretário de Política Agrícola do Mapa, a demanda por recursos nos programas de investimento com expansão de 17% é um indicador da confiança do produtor rural em relação às perspectivas de mercado", menciona o ministério em nota.

Segundo a pasta, ainda foram destinados 6,6 bilhões de reais para industrialização (alta de 1%), 23,8 bilhões de reais para comercialização (recuo de 9%) e 28,5 bilhões de reais para a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

Perto do encerramento da atual edição, o Plano Safra vive impasse para 2019/20. Inicialmente marcado para 12 de junho, o anúncio foi adiado por atrasos na votação de créditos suplementares solicitados pelo governo na Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Segundo o presidente Jair Bolsonaro, o Plano Safra corre riscos se a medida, que pede um crédito de 248,9 bilhões de reais e está fora da "regra de ouro", não for votada em breve.

Por: Gabriel Araujo
Fonte: Reuters

0 comentário