Novas oportunidades de negócios com a China

Publicado em 02/05/2013 10:27 462 exibições
A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, reuniu-se nesta terça-feira (30/04), em Brasília, com o embaixador do Brasil na China, Valdemar Leão, para discutir as oportunidades de negócios para o setor agropecuário brasileiro no mercado chinês. Também discutiram as possibilidades de investimentos da China em projetos de logística, pecuária de corte e florestas plantadas no Brasil. O embaixador viaja para a China no dia 19 de maio para assumir a Embaixada do País em Pequim.
 
Durante a reunião, na sede da CNA, conversaram sobre a proposta defendida pela senadora Kátia Abreu de criação de uma marca para o café brasileiro. Um dos objetivos da iniciativa é ampliar a demanda por café brasileiro na China, onde o consumo tem crescido a uma taxa de 30% ao ano. “O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, o que mostra que há espaço para criação de uma marca forte”, afirmou a presidente da CNA, que tem conversado com representantes do Governo federal e da iniciativa privada sobre o tema.

Além do café, a senadora Kátia Abreu citou que há interesse no incremento dos embarques de suco de laranja, algodão e carnes do Brasil para a China. Para estimular o consumo de carnes brasileiras no país asiático, a presidente da CNA propõe a instalação de churrascarias na China, tema que tem tratado em reuniões com empresários desse setor. As exportações para a China se concentram na comercialização de soja em grãos, celulose e açúcar, que representaram, conjuntamente, 80% do valor total da pauta de 2012.

Para discutir as estratégias a fim de incrementar o comércio, a CNA realizará um seminário em setembro deste ano, em Pequim. Antes disso, em junho, um seminário preparatório, do qual participarão 100 empresários exportadores, será realizado em São Paulo. Esses empresários passarão por uma “imersão” em São Paulo e depois viajarão para a China, visando o contato direto com importadores. O embaixador lembrou que será comemorada, em 2014, a data de 40 anos de relações diplomáticas entre os dois países.

Participaram da reunião os vice-presidentes da CNA, João Martins da Silva Júnior, Eduardo Riedel, Júlio da Silva Rocha Júnior, José Álvares Vieira, Álvaro Arthur Lopes de Almeida e Muni Lourenço Silva Júnior. O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (FAEMA), Raimundo Coelho, e o presidente do Instituto CNA, Moisés Gomes, também se reuniram com o embaixador.

Fonte:
CNA

1 comentário

  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    já passou da hora da presidente da cna tomar posisão na questão indijena ou entrega o cargo

    0