Socorro bilionário não cobre gastos extras de distribuidoras de energia

Publicado em 03/12/2014 15:34 65 exibições

Mesmo com uma segunda captação de recursos, que elevou o empréstimo bancário de R$ 11,2 para R$ 17,8 bilhões, a ajuda do governo não vai ser suficiente para cobrir os gastos extras das distribuidoras em 2014, confirmou nesta quarta-feira (3) a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Esse empréstimo será pago pelos consumidores brasileiros, via reajustes mais altos nas contas de luz entre 2015 e 2017. De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), somados os juros, a fatura chega a R$ 26,6 bilhões.

Os gastos de outubro, que serão pagos neste início de dezembro, somam R$ 1,5 bilhão, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Este valor é maior que o saldo atual da conta e, para quitá-lo, vão faltar R$ 266 milhões.

Leia a notícia na íntegra no site do G1

Fonte:
G1

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário