Ibovespa fecha em alta em dia cheio de balanços e exterior favorável

Publicado em 19/02/2020 18:27
52 exibições

LOGO REUTERS

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em alta nesta quarta-feira, marcada por mais resultados corporativos, após superar estimativas no quarto trimestre, em sessão ainda referendada pelo viés positivo a ativos de risco no exterior.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,33%, a 116.504,16 pontos. O volume financeiro da sessão totalizou 23,4 bilhões de reais.

"O mercado se apegou ao fato de o número de infectados (pelo coronavírus) ficar estável, enquanto cresceu a quantidade de pessoas recuperadas", destacou o analista Filipe Villegas, da Genial Investimentos.

Na província central de Hubei na China, o número de mortes pelo surto de coronavírus aumentou em 132 na terça-feira, para 1.921, enquanto mais 1.693 casos foram detectados, elevando o total na província para 61.682. Na segunda-feira, haviam sido 1.807 casos detectados em Hubei.

Também ajudou, segundo Villegas, a possibilidade de a China fazer uma nova rodada de estímulos. Há expectativa de que o banco central chinês anuncie uma redução na taxa primária de empréstimo para reduzir custos e aliviar os apertos financeiros sobre empresas afetadas pelo surto de coronavírus.

Em Wall Street, o tom positivo também prevaleceu, com o S&P 500 e o Nasdaq renovando máximas históricas.

DESTAQUES

- WEG ON disparou 8,5%, a 48,50 reais, novo recorde de fechamento, tendo no radar alta no lucro líquido a 500,5 milhões de reais no quarto trimestre, superando projeções de analistas, com crescimento de receitas e margens. O Bradesco BBI considerou os números fortes e elevou o preço-alvo da ação de 26 para 36 reais, mas manteve recomendação 'neutra'.

- MARFRIG ON avançou 2,15%, antes da divulgação do resultado do quatro trimestre, previsto para após o fechamento do mercado. Em prévia, o BTG Pactual estimou que a companhia deve ter o resultado mais forte do setor, com receita de 13,7 bilhões de reais e Ebitda em 1,6 bilhão de reais, ambos no resultado consolidado. "Também esperamos que a Marfrig atinja suas metas anuais", afirmaram em nota no mês de janeiro.

- IRB BRASIL ON subiu 1,02%, após reportar forte crescimento no lucro do quarto trimestre, com aumento nos prêmios emitidos e queda no índice de sinistralidade, bem como anunciar programa de recompra de ações e divulgar previsões para 2020. O Brasil Plural disse que o "guidance para esse ano é construtivo". Na máxima, o papel subiu mais de 7%.

- GERDAU PN fechou em baixa de 0,44%, após ter chegado a cair mais de 5% no pior momento, diante da queda de 74% no lucro líquido do quarto trimestre, em resultados que a equipe do Safra considerou mais fracos do que o esperado. A reação veio após presidente da Gerdau afirmar que espera melhora de margens no primeiro trimestre de 2019 com implementação de reajustes de preços de aço no Brasil.

- PETROBRAS PN avançou 2,69%, ajudada pela alta do petróleo no exterior, além de expectativas para o resultado trimestral, previsto para após o fechamento do mercado. O Safra estima Ebitda ajustado de 37,4 bilhões de reais para o período, com lucro líquido de 11,1 bilhões de reais. A companhia anunciou que vai elevar o preço médio da gasolina em 3% a partir de quinta-feira, mantendo o valor do diesel estável.

- VALE ON teve variação positiva de 0,02%, também tendo no radar o balanço, previsto para quinta-feira após o fechamento do mercado. Na China, os futuros do minério de ferro avançaram pela sétima sessão consecutiva em meio à continuidade de preocupações com um aperto na oferta.

- BRADESCO PN e ITAÚ UNIBANCO PN avançaram 1,43%. BTG PACTUAL, por sua vez, caiu X%, destoando do viés positivo. Ainda no setor financeiro, B3 valorizou-se X%.

- GOL PN fechou estável, tendo no radar balanço do quarto trimestre, previsto para quinta-feira de manhã. As ações tiveram as negociações suspensas momentanemente em razão de fato relevante afirmando que apresentação preliminar do balanço e projeções para este ano foram publicadas inadvertidamente no site da empresa e retirados.

- CIA HERING ON perdeu 2,88%. LOJAS AMERICANAS PN caiu 0,29%, RD subiu 0,28% e MAGAZINE LUIZA ON recuando X%. VIA VAREJO ON disparou 6,2% e B2W subiu 1,67%. Lojas Americanas e sua controlada B2W divulgam balanços na quinta-feira à noite.

Fonte:
Reuters

0 comentário