Brasil tem 1.076 novos casos de coronavírus e total vai a 7.910; mortes chegam a 299

Publicado em 02/04/2020 18:57 68 exibições

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil chegou a 7.910 casos confirmados de coronavírus nesta quinta-feira, após o registro de 1.076 novos casos, e tem 299 mortes em decorrência da Covid-19, um aumento de 59 em comparação com a véspera, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

A letalidade do coronavírus no Brasil, segundo o ministério, é de 3,8% dos casos confirmados.

Entre as mortes, 89% são de pessoas com mais de 60 anos, enquanto 85% dos pacientes mortos apresentavam ao menos uma comorbidade --são características que compõem o chamado "grupo de risco".

São Paulo mantém a maior parte dos registros de coronavírus, com 3.506 casos, e o maior número de óbitos, 188 óbitos, uma alta de 24 mortes em relação à contagem de quarta-feira.

O Rio de Janeiro vem na sequência, com 992 casos e 41 mortes.

A incidência do vírus, porém, é maior no Distrito Federal, que registra 12,1 casos para cada 100 mil habitantes, contra 7,6 casos em São Paulo na mesma proporção.

Ainda segundo os dados do ministério, apenas cinco Estados não registraram óbitos por Covid-19 até este momento: Acre, Amapá, Mato Grosso, Roraima e Tocantins.

Casos de coronavírus no mundo superam 1 milhão, diz Universidade Johns Hopkins

(Reuters) - O número de casos do novo coronavírus no mundo chegou a 1 milhão nesta quinta-feira, à medida que a pandemia explode nos Estados Unidos e que o número de mortos continua a subir na Itália e na Espanha, de acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins.

O vírus matou mais de 51 mil pessoas no mundo, com o maior número de mortes na Itália, seguida pela Espanha e pelos EUA, segundo o levantamento.

Os primeiros 100 mil casos foram relatados em cerca de 55 dias e os primeiros 500 mil, em 76 dias. Os casos dobraram para 1 milhão nos últimos oito dias.

O total de casos relatados nesta quinta cresceu 10% em relação ao dia anterior, sendo a primeira vez que a taxa alcançou os dois dígitos desde que o vírus propagou-se fora da China.

Existem 117 países e territórios que relataram mais de 100 casos, 50 com surtos de mais de 1 mil, e sete tendo relatado 50 mil ou mais casos de Covid-19, principalmente na Europa.

Agora, a taxa global de letalidade está acima de 5% em relação a todos os casos confirmados, com países incluindo o Reino Unido, EUA e Espanha relatando um aumento nas mortes ao longo dos últimos dias.

Cerca de 22% do total de casos foram relatados pelos EUA, enquanto Itália e Espanha registraram, cada um, 11% dos casos globais. A China, país no qual o vírus surgiu em dezembro, registrou 8% do total de casos em todo o mundo, uma vez que o epicentro da pandemia mudou-se para a Europa e para os EUA.

Junta, a Europa é responsável por mais da metade dos casos e mais de 70% das mortes relacionadas ao vírus, já que os países do sul da Europa, que tem parcela maior da população com idade avançada, têm sido particularmente atingidos com força.

Brasil terá situação confortável de equipamentos se compra no exterior for entregue, diz Mandetta

(Reuters) - O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta quinta-feira que o governo brasileiro fez uma grande compra de equipamentos de proteção individual para auxiliar no combate à pandemia de coronavírus e que, se essa compra chegar ao país, a situação em termos de abastecimento ficará mais confortável.

Mandetta disse em entrevista coletiva que, no momento, os Estados estão bem abastecidos, mas alertou que o mercado para esses itens mudou com a pandemia de coronavírus e que mesmo compras com contratos já assinados não estão sendo concretizadas com a entrega dos produtos em alguns casos,

"Nós conseguimos fazer uma compra internacional e estávamos com ela adiantada... o primeiro lugar disse não, o segundo disse não, nós estávamos preocupados. Ontem, no final da tarde, o quinto lugar dessa compra disse que firma, que entrega em 30 dias. É uma compra muito grande, suficiente para mais de 60 dias", disse o ministro.

"Todos os nossos Estados estão abastecidos com bom grau de abastecimento", acrescentou o ministro, afirmando que dada a situação atual, só comemorará a compra de equipamentos quando eles forem entregues.

Mandetta disse ainda que o governo federal tem preparada uma logística que inclui o envio de aeronaves à China, se necessário, para buscar equipamentos de proteção individual e respiradores para tratar os pacientes contaminados pelo coronavírus no Brasil.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário